Governador busca R$ 77 milhões junto ao MDA para reforma agrária

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 20/07/2012 às 14:31:00

Discutir diversos aspectos ligados à agricultura familiar que já estão em execução ou tramitando, além de tratar de novos projetos fundamentais, a exemplo do que envolve recursos  da ordem de R$ 77 milhões para a segunda etapa da parceria pela reforma agrária, iniciada ainda no governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Essa foi a tônica da audiência mantida pelo governador Marcelo Déda e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, na tarde desta quinta-feira, 19, em Brasília (DF).

Entre os programas que já estão em plena execução na parceria entre o Governo do Estado e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) estão o Seguro-Safra e o Bolsa-Estiagem, que foram aliados fundamentais no apoio aos municípios que enfrentam dificuldades diante da estiagem, além de diversos programas  de apoio à regularização fundiária.

"Além desses projetos que já estão em andamento com muito êxito, temos novos projetos que são fundamentais. O principal deles é o que envolve R$ 77 milhões para efetivação da segunda etapa da parceria pela reforma agrária iniciada ainda no governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Em 2010, o Governo Federal nos repassou R$ 50 milhões, entramos com a contrapartida de 10% (mais R$ 5 milhões) e, em parceria com o Incra, conseguimos viabilizar o assentamento de 1.200 famílias, ajudando a acelerar a reforma agrária no Alto Sertão sergipano", explicou o governador.

Campo - De acordo com Marcelo Déda, esta foi uma medida de extrema importância para 'pacificar' os conflitos que havia no campo, viabilizando uma nova vida para as famílias de agricultores e uma significativa melhoria na produtividade da agricultura sergipana.

 "Com base nesse convênio, apresentamos uma nova proposta ano passado que foi acolhida pelo MDA, o convênio foi formulado e assinado, publicado no Diário Oficial da União, mas o empenho foi anulado para reexame e, até o momento, não conseguimos a liberação. Por isso, viemos conversar com o ministro para reabrir essa discussão buscando agilizar os processos para, ainda em 2012, possamos retomar a segunda etapa de um convênio exitoso e que virou exemplo para o Brasil", argumentou o governador.

O ministro Pepe Vargas se comprometeu a buscar intervir junto ao núcleo central de gestão do Governo Federal para dinamizar essas ações e prosseguir com os resultados exitosos que a agricultura familiar atingiu em Sergipe.