Botafogo-SP é finalista da Copa São Paulo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Surpreendentemente, o Botafogo-SP eliminou o Palmeiras e vai à final da Copa São Paulo de Futebol Sub 20.
Surpreendentemente, o Botafogo-SP eliminou o Palmeiras e vai à final da Copa São Paulo de Futebol Sub 20.

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/01/2015 às 00:43:00

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br

Barueri, SP - Após passar por Fluminense e Grêmio, o Botafogo-SP fez mais um time grande de vítima, dessa vez o Palmeiras, para chegar à final da 46ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na Arena Barueri, a equipe do interior fez uma boa partida e venceu por 2 a 1.
Essa é a segunda vez que o Botafogo-SP chega à final da Copa São Paulo. A primeira oportunidade foi em 1983, quando ficou com o vice-campeonato, após derrota para o Atlético-MG por 2 a 1, ironicamente no Palestra Itália, casa do Verdão. O Palmeiras também chegou à decisão duas vezes, nos longínquos 1970 e 2003, contra Corinthians e Santo André, respectivamente, mas perdeu as duas.
Final merecida - Para chegar à final, o Botafogo-SP adotou uma tática curiosa e optou por utilizar os jogadores da Copinha na Copa Paulista. O elenco, composto por bons jogadores como Alex, William e Isaac não decepcionou e ficou com o vice-campeonato, após derrota para o Santo André na final.
Com grandes promessas no time como Gabriel Jesus e Cristopher, o Palmeiras não conseguiu encaixar seu estilo de jogo no começo da partida. O Botafogo-SP, por sua vez, esperava uma oportunidade para marcar um gol e se aproveitar dos contra-ataques para tentar matar o jogo. E foi isso que aconteceu.
Na primeira chegada ao ataque, um escanteio. Na cobrança, Lineker levantou na cabeça do lateral-esquerdo Mayc, que subiu mais que toda defesa adversária e mandou para o fundo do gol.
Na volta do intervalo, o Palmeiras voltou com mudanças, mas com o mesmo estilo de jogo. O Verdão pressionou o Botafogo-SP, mas sem sucesso. Logo aos sete minutos, a Pantera encaixou um rápido contra-ataque e a bola sobrou para William, que só teve o trabalho de empurrar para ampliar o placar.
De tantos chutes e oportunidades criadas, o Palmeiras ainda conseguiu descontar o placar. Aos 44 minutos do segundo tempo, Gabriel Jesus recebeu a bola na intermediária, cortou para a direita e, dessa vez, venceu o goleiro Talles, que se esticou tanto, mas não alcançou a bola.
O gol deu uma nova injeção de ânimo nos jovens jogadores do Palmeiras, que ainda acreditavam no empate, apesar do pouco tempo. Aos 47, Cristopher recebeu na entrada da área e finalizou com força no canto direito do gol. Talles, mais uma vez, se esticou todo para evitar o gol de empate.