Alex Sant'anna lança Fragmentos no Cook

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Mais do que um punhado de gravações
Mais do que um punhado de gravações

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/07/2012 às 15:02:00

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Os mais espertos já possuem o EP rodando na playlist. Quem quiser conferir as canções de 'Fragmentos', trabalhos mais recente do cantor e compositor Alex Sant'anna , ao vivo possui uma oportunidade esta semana, quando o artista realiza o lançamento oficial do rebento no Capitão Cook.

Fragmentos - O compositor em mil pedaços. Ninguém despencou dos edifícios, não há corpo deitado     na linha do trem. Para o bem e para o mal, no entanto, o EP está mais vivo do que nunca.

Um passo de cada vez. Seis músicas aqui, quatro adiante, Alex Sant'anna vem conseguindo se manter em atividade. Ao contrário da sugestão antecipada no formato dos lançamentos mais recentes, contudo, os EPs Cansado (2010) e Fragmentos (2012) são mais do que um punhado de gravações reunidas ao acaso. O amor liquefeito, a voragem imediatista não apaga os seus acordes porque, além do valor inerente às composições, alguns panfletos pesam um calhamaço.

Michael Lydon, editor e co-fundador da Rolling Stone, já contou essa história. "No início, os álbuns de pop não eram mais do que coleções de singles de sucesso, mas os músicos de Jazz e Rock' n Roll ficaram maravilhados com as enormes possibilidades criadas pelo tempo mais longo e pelo som de "alta fidelidade" dos LPs. Da mesma forma que, séculos atrás, os compositores haviam criado declarações permanentes sob a forma de sinfonias, eles começaram a usar os LPs para divulgar seus manifestos pessoais".

Se a tecnologia possibilitou o vislumbre, o fundamental está o guardado na pretensão. Apenas quinze minutos de tapinhas nas costas não valeriam as contrações do parto. Nos fragmentos de Alex, o compositor inteiro. Pode até ser que, uma vez reunidos, os cacos neguem o mosaico. Por hora, enquanto o seu segundo disco não chega, Fragmentos (que conta com a colaboração de Abraão Gonzaga, Allen Alencar, Aragão, Luis Oliva, Rafael Findans, Thiago Ruas, Denyson Rafael e Diane Veloso, além do onipresente Léo Airplane) avisa que não perdemos por esperar. Afinal de contas, não se julga um disco pela capa.