Corinthians paga R$ 10 mil a cada jogador pela na vaga na Libertadores

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Corintianos festejam gol de Elias, que valeu o empate em 1 a 1 contra o Once Caldas, na Colômbia
Corintianos festejam gol de Elias, que valeu o empate em 1 a 1 contra o Once Caldas, na Colômbia

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/02/2015 às 00:39:00

A crise financeira no Parque São Jorge, obrigou o Corinthians a ser econômico no prêmio pela classificação à fase de grupos da Taça Libertadores da América. Cada jogador que esteve em campo, ao menos uma vez nos confrontos com o Once Caldas vai embolsar R$ 10 mil.
O acerto foi feito ainda na gestão de Mario Gobbi, mas a definição do valor partiu de Roberto de Andrade, eleito presidente no último sábado, e Andrés Sanchez, novo superintendente de futebol alvinegro.
Enquanto esteve na presidência do Timão, Andrés pagava bichos bem mais gordos. A vitória em um clássico contra São Paulo ou Palmeiras valia até R$ 50 mil em 2010. Naquela temporada, o clube desembolsou R$ 18 milhões com prêmios e não ganhou qualquer título.

Eliminar o Once Caldas e entrar para valer na Libertadores, era fundamental para o Corinthians no aspecto financeiro. O clube fechou 2014 com déficit superior a R$ 60 milhões. Para piorar, a partir de julho deste ano começam a vencer as prestações do financiamento do estádio, que vão exigir o pagamento de R$ 5 milhões por mês.
O Corinthians fará parte do Grupo da Morte, ao lado de São Paulo, San Lorenzo, da Argentina, e Danúbio, do Uruguai. A estreia está marcada para a próxima quarta-feira, contra o Tricolor, na Arena Corinthians.