O JUIZ, O PORSCHE E O BIKINI DE LUMA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/03/2015 às 00:11:00

O juiz não resistiu à tentação de dirigir um carro de alto luxo e preço acessível apenas a uns poucos endinheirados. O juiz fez o que seria inacreditável para um servidor público, saindo a desfilar pelas ruas ao volante de um Porsche, parte de um lote que ele mandara apreender na casa de Luma de Oliveira, ex-mulher de Eike Batista, e recolher a um depósito judicial como garantia de pagamento de possíveis dividas trabalhistas contraídas pelo empresário. Não satisfeito com a travessura de adolescente que, no caso de um magistrado, é uma irresponsabilidade que também poderá ser classificada como molecagem de um vagabundo, o juiz que avacalha a Justiça levou do depósito mais um automóvel de luxo, um Ranger Rover, que estacionou no seu prédio, e um piano que mandou instalar no apartamento de um vizinho amigo. Quando um magistrado age dessa forma, e se tudo ficar por isso mesmo, será profundamente injusto mandar marginais para as cadeias.
Nas redes sociais, o juiz que leva a Justiça ao ridículo, aparece com a máscara de Cerveró e uma tanguinha da escultural Luma de Oliveira.