São Paulo encara Galo Azul em Rio Claro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O treinador Muricy Ramalho esquece a epidemia de dengue de Rio Claro e foca no Galo Azul, o adversário de hoje
O treinador Muricy Ramalho esquece a epidemia de dengue de Rio Claro e foca no Galo Azul, o adversário de hoje

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/03/2015 às 00:30:00

Rio Claro, SP - Não será apenas um adversário, empenhado em buscar a reabilitação no Campeonato Paulista, que o São Paulo terá de enfrentar, neste domingo, quando enfrenta o Rio Claro pela sétima rodada.
O Tricolor também está se preparando também para não virar vítima de outro inimigo muito mais mortal: o mosquito aedes aegypti. A cidade de Rio Claro sofre com um surto de dengue e a comissão técnica são-paulina promete abusar do repelente para evitar surpresas no jogo no Estádio Augusto Schimidt Filho, a partir das 16h00.

A situação não parece preocupar o técnico Muricy Ramalho. O treinador admitiu que atenderá a solicitação do médico do clube, José Sanchez, e levará repelente para o uso de toda a delegação. "Vamos levar repelente. Mas não precisa nem ir até lá (para levar picadas de mosquitos). Basta ficar aqui no CT", brincou.
Polêmicas à parte, o São Paulo vem motivado pelas últimas duas vitórias. Após a trágica derrota para o Corinthians, por 2 a 0, na estreia da Libertadores, o Sampa goleou o Osasco Audax e o Danúbio, por 4 a 0. Antes do Timão, o time já vinha de um 5 a 0 sobre o Bragantino. A boa sequência no Paulistão deixa o time na liderança do Grupo A, com 16 pontos.

Enquanto isso, o Rio Claro espera surpreender e acabar com o jejum de três jogos sem vitórias, embora o técnico Buião considere o empate um bom resultado. Nas últimas rodadas, foram um empate e duas derrotas. A última delas para o Mogi Mirim, por 2 a 0. Resultado que deixa o time com sete pontos, na quarta colocação do Grupo B.
Se o momento é favorável ao Tricolor, o retrospecto entre os dois times não é diferente. Até hoje, os dois clubes enfrentaram-se cinco vezes na história, com quatro vitórias são-paulinas e um empate. O time do Morumbi marcou 17 gols e sofreu sete.

O técnico Muricy Ramalho tem duas dúvidas para escalar a equipe do São Paulo. Os zagueiros Rafael Toloi e Dória foram poupados do treino desta sexta-feira e podem ser substituídos por Lucão e Edson Silva, que treinaram entre os titulares e podem ser escalados para a partida.
A dupla titular da defesa atuou junta nos três últimos jogos do Tricolor e passou a sexta-feira na academia para tentar tratar as lesões. Toloi tem uma mialgia no músculo adutor da coxa esquerda e Dória tem dores no tornozelo direito. Segundo os médicos do clube, os problemas não são graves.

Rio Claro pronto - O técnico Buião não escondeu o pensamento do Rio Claro para a partida. Ciente de que enfrentará um dos favoritos ao título e com TV aberta - a Rede Globo transmite a partida - o treinador tentou passar tranquilidade aos seus jogadores para diminuir a pressão. Um empate, na visão do técnico, já seria muito bom para as pretensões do Galo Azul.
Durante toda a semana, o treinador teve que conviver com jogadores do elenco com suspeitas de dengue, mas não deve ter problemas para a escalação. A única dúvida é no meio-campo. Como treinou pouco, Nenê Bonilha pode perder a vaga para Carlinhos.