Sergipe dispensa quatro, após derrota

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente Silvio Santos disse que ninguém tem cadeira cativa no Sergipe anunciou a dispensa de quatro atletas
O presidente Silvio Santos disse que ninguém tem cadeira cativa no Sergipe anunciou a dispensa de quatro atletas

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/03/2015 às 02:00:00

Foi preciso o Sergipe perder para o Boquinhense, de virada por 2x1, para o presidente rubro reconhecer que algo de errado estava acontecendo na equipe e providencia a dispensa de quatro profissionais.  
O presidente Silvio Santos fez um retrospecto sobre o a participação do Sergipe no Campeonato considerou o empate com o Confiança como normal, mas não aceitou os empates contra o Itabaiana no Batistão e Estanciano, no Francão e principalmente a derrota para o Boquinhense. "Vi os dois gols que o Sergipe recebeu contra o Boquinhense e fiquei estarrecido. Foram falhas lamentáveis", criticou o presidente.   
Na manhã desta quinta-feira, 5, Silvio Santos anunciou as dispensas do goleiro Igor Lemos, do zagueiro André Luiz, do meia Edson Pio e do volante Fabiano.

O presidente justificou cada uma das dispensas, todas elas por deficiência técnicas. "Jogadores como o zagueiro André Luiz, contratado para ser a solução na zaga do Sergipe não saiu do banco de reservas. Edson Pio seria ao cérebro do meio de campo, organizador de jogadas e se mostrou sempre um jogador que não resolveu o problema daquele setor", comentou o presidente.

O goleiro Igor Lemos, inclusive, vem sendo muito criticado por conta de suas últimas atuações, principalmente contra o Itabaiana e o Boquinhense. Os dirigentes rubros voltam os olhares para o mercado para buscar alternativas para reforçar o elenco.
- São jogadores que chegaram no clube para serem titulares, mas não corresponderam, não renderam. Alguns até nem conseguiram ser titulares. E para os que ficaram, espero que haja uma mudança, que possam colocar o Sergipe no lugar que ele merece, pois é um time grande e queremos brigar pelo título, disse Silvio Santos.

O técnico Carlos Rabello foi mantido no cargo, mas segue pressionado por bons resultados.
Silvio Santos concluiu dizendo ninguém tem cadeira cativa no Sergipe. "No futebol se vive de resultados e se esses não aparecem, temos que adotar providências. Jogadores e comissão técnica precisam de resultados, para se manter na equipe" alertou o presidente.