Almeida diz que André responde inquérito por formação de quadrilha

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/07/2012 às 12:59:00

"Eu não tenho processos e ninguém viu meu nome nas páginas policiais. André Moura responde sim a dois inquéritos por formação de quadrilha ou bando. Eu não minto". Foi o que disse na manhã de ontem, em entrevista ao radialista George Magalhães, no programa A Hora da Verdade, na Mega FM, o candidato a prefeito de Aracaju, Almeida Lima (PPS).

Almeida disse  que "se eu soubesse do processo de André e de Eduardo Amorim, eu jamais teria procurado esse grupo".

Almeida voltou a dizer que houve  o pedido de cerca de R$ 5,4 milhões por parte do grupo liderado por Edvan Amorim  para lhe dar apoio politico. Também confirmou que Amorim pediu em troca as pastas da Saúde, SMTT, Emsurb e Emurb.

Segundo Almeida, o deputado André teria dito que "o valor pedido seria empregado nas despesas de campanha e com candidatos a vereador".

Dignidade - Almeida  reiterou tudo que havia dito em outras entrevistas sobre André Moura e Edvan Amorim, e negou que tenha se humilhado em troca de apoio. "Eu tenho dignidade. Não confundir humildade com humilhação", disse, avisando que "comigo não tem negócio ou negociata. Além disso, eu não estou isolado como dizem. Agora eu estou livre".