Poço Redondo ainda sofre sem chuvas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/07/2012 às 13:02:00

Kátia Azevedo
katiaazevedo@jornaldodiase.com.br

As condições climáticas em grande parte do sertão sergipano já começam a mudar, mas muitas comunidades ainda sofrem com a falta de água. Em Poço Redondo, o problema continua.

Os moradores dos povoados Barra da Onça, Morro Vermelho, Queimadas, Queimada Grande, todos localizados no município de Poço Redondo,  ainda aguardam mais chuvas que possam garantir reserva de água para o gado e consumo humano. "As últimas chuvas ainda não foram suficientes. Por aqui, 70% do gado continuam morrendo pela falta de pastagem", diz Gilvan Alves de Melo, Presidente da Associação dos Trabalhadores Rurais do Assentamento da Barra da Onça.

Ele informa também que as chuvas ainda não trouxeram expectativas de mudanças para Canindé de São Francisco, ao contrario de outras cidades como Santa Rosa de Lima, Poço Verde, Nossa Senhora da Glória e Carira, que já apresentam condições de plantio.

Previsão - A expectativa de mais chuvas para grande parte dos municípios sertanejos em Sergipe pode se concretizar na madrugada do domingo para a segunda-feira, 23.  Esta é a previsão do Centro de Meteorologia de Sergipe da Secretaria Estado de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos (Cemese-Semarh).

"Se a dinâmica dos sistemas previstos for mantida, teremos chuvas leves com possibilidade de precipitação de 5 mm a 10 mm, o que representa uma melhora em relação ao problema da deficiência hídrica na região", explica o meteorologista da Semarh, Overland Amaral.    

As previsões do Cemese apontam que se as chuvas continuarem até o final deste mês, haverá água suficiente para melhorar o quadro de escassez de água no sertão. Mas par isso acontecer, a média de chuva deve chegar a 100 mm, ideal para condições de abastecimento na região. Com as chuvas recentes, o volume de água no sertão ficou entre 65 mm a 75 mm, condição de plantação favorável.