PM prende grupo suspeito de assaltos e desmanches

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/07/2012 às 13:04:00

Policiais militares do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), da Companhia de Policiamento de Radiopatrulha (CPRp) e do Serviço Reservado (PM-2) prenderam ontem à tarde, no bairro Cidade Nova (zona norte de Aracaju), oito integrantes de uma quadrilha suspeita de roubos de motos e assaltos contra vigilantes. O grupo foi detido por volta das 12h20, quando integrantes do PM-2 localizaram um carro VW Gol de cor cinza, que segundo uma denuncia, estava sendo usado por três assaltantes armados e teria sido abandonado na Travessa São Francisco.

Segundo o tenente-coronel Jackson Nascimento, comandante de Policiamento da Capital, as equipes do Choque e da RP foram ao local e reforçaram as patrulhas, enquanto apuravam de quem seria o Gol. "Num dado momento, percebemos que três elementos se aproximavam do carro e nós fizemos a abordagem. E foi aí que identificamos um deles como ex-presidiário", explicou ele. Um dos suspeitos foi identificado como Gean Sidney Waynne Santos, 19 anos, que estava foragido do Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) desde março deste ano. Já o ex-presidiário é Evilásio Oliveira Santos, 22, processado por assalto à mão armada.

Após a abordagem, outros suspeitos ligados ao trio foram presos: Carlos Alberto Pereira dos Santos, Mateus Nascimento Santos e Bruna Rafaela Oliveira dos Santos, todos com 18 anos, além de dois adolescentes, um de 16 e outro de 17 anos, que foram apreendidos. Ao mesmo tempo, os PM's foram à casa de um dos suspeitos, que mora próximo à Travessa São Francisco. Lá, foram encontradas peças e carcaças de duas motos que teriam sido desmanchadas no próprio local. Entre as peças, estavam um motor, conjunto de suspensão, tanque de combustível, descarga, banco, guidão e uma roda dianteira completa, além de chaves de motocicletas e uma bolsa com ferramentas diversas, supostamente usadas no desmanche.

Também foram apreendidos 11 telefones celulares, dois relógios de pulso, 10 cápsulas de cocaína vazias, R$ 454,25 em dinheiro e moedas, três revólveres calibre 38, dez munições calibre 38, uma munição calibre ponto 40 e um colete balístico. Os PM's descobriram que o colete e um dos revólveres pertencem à empresa União Vigilância e foram roubados de um vigilante que trabalhava na fábrica de alimentos Fruteb, em São Cristóvão (Grande Aracaju), na quarta-feira passada. "Duas dessas armas estão com as numerações seqüenciais, o que nos leva a acreditar que elas teriam sido roubadas de alguma empresa de vigilância", suspeita o coronel Jackson.

O oficial acredita que os acusados formavam "uma quadrilha disposta a tudo" e agiam em diversos crimes, como assaltos, roubos de veículos e tráfico de drogas. Uma importante pista do grupo foi encontrada pelos policiais dentro do carro Gol, um bilhete escrito à mão que detalhava as características de uma mulher que seria assaltada no povoado Araçá, em Cumbe (Agreste), onde teria sido observada pelos suspeitos. Todos os envolvidos são investigados pelo Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), para onde foram levados e interrogados até a noite de ontem. (Gabriel Damásio)