Cortes no Orçamento serão decididos por Dilma Rousseff

Nacional

Luana Lourenço
Agência Brasil

Os cortes no Orçamento de 2015 serão definidos pela presidenta Dilma Rousseff, que vai avaliar as prioridades de cada ministério para decidir o montante de recursos contingenciados em cada área. A informação é da ministra da Agricultura, Kátia Abreu, que participou ontem (23) de reunião de coordenação que juntou ministros das áreas política e econômica do governo.

"Os ministérios deverão levantar suas prioridades máximas, que ela [Dilma] pessoalmente vai avaliar. Não será um corte puro e simplesmente cego. Os programas prioritários deverão ser avaliados por ela e escolhidos pessoalmente antes do corte".

Na última sexta-feira (20), Dilma adiantou que o contingenciamento deste ano será "significativo" para que o governo cumpra a meta de superávit primário. Após a reunião de ontem, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, confirmou a expectativa de redução de gastos, mas não informou a dimensão dos cortes.

"Nesse momento não vamos falar de números. Já fizemos várias simulações, vamos anunciar isso quando colocarmos o decreto de programação orçamentária para o resto do ano", informou. "A presidenta colocou a importância do equilíbrio fiscal e do atingimento da meta, que vai requerer um contingenciamento. Vamos agora definir o valor global e qual será a distribuição desse contingenciamento por ministérios", acrescentou Barbosa. Aprovado na última semana pelo Congresso, o texto do Orçamento ainda não chegou oficialmente ao Executivo para sanção.


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS