Sebrae homenageia empresário Antônio Carlos Araújo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/03/2015 às 00:35:00

Durante reunião ordinária do Conselho Deliberativo do Sebrae (CDE) realizada ontem, 24, os conselheiros prestaram uma homenagem ao ex-presidente do órgão, o empresário Antônio Carlos Araújo, pelo trabalho desenvolvido enquanto esteve à frente da entidade, entre os anos de 2011 e 2014.
A postura conciliatória do dirigente foi bastante lembrada pelos dirigentes. "Ele desempenhou um papel muito importante, conduzindo com maestria as reuniões e nos ajudando a viabilizar uma série de ações que beneficiaram os empresários sergipanos", destacou o superintendente do Sebrae, Emanoel Sobral.
O atual presidente do Conselho, Gilson Figueiredo, também elogiou a postura do seu antecessor. "Com muita calma e sabedoria Antônio Carlos soube conduzir os trabalhos, contribuindo para que a instituição alcançasse bons resultados durante esses quatro anos".

O homenageado agradeceu o reconhecimento e ressaltou o apoio que recebeu dos conselheiros durante a gestão. "Fico muito feliz ao perceber que o meu trabalho foi reconhecido e acredito que os resultados só foram alcançados porque contei com o apoio de todos aqueles que integram o Sebrae".
Durante o encontro os conselheiros também conheceram um projeto que pretende promover a inclusão socioambiental de catadores e coletores de materiais recicláveis secos e de óleo de cozinha do estado de Sergipe, oferecendo assistência técnica e apoio de forma a prepará-los para a atual dinâmica da cadeia da coleta seletiva.

A iniciativa é realizada por meio de uma parceria entre o Sebrae, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Secretaria Nacional de Economia Solidária e Ministério do Trabalho e Emprego. Os trabalhos terão a duração de dois anos e serão desenvolvidos junto aos profissionais da coleta seletiva dos 75 municípios sergipanos.
"A meta é reuni-los em redes inclusivas, permitindo que atuem de forma organizada e aproveitem as oportunidades oferecidas pelo mercado", explicou o consultor do Sebrae, Edmilson Suassuna.
Outras metas a serem alcançadas pelo projeto são a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos em Sergipe e a viabilização de uma logística reversa no setor de reciclagem, que consiste na elaboração de ações que estimulem o reaproveitamento dos materiais coletados por parte das empresas dentro de seus processos produtivos. O programa prevê a capacitação de 800 catadores e o assessoramento de outros mil para a formação de 20 associações.

Crédito - Ainda durante o encontro, o superintendente estadual do Banco do Nordeste (BNB), Saumíneo Nascimento, apresentou aos conselheiros as linhas de crédito disponibilizadas pela instituição, em especial às destinadas aos micro e pequenos empresários.
Ele destacou que o banco pretende financiar este ano mais de R$ 125 milhões especificamente para os pequenos negócios, por meio do Fundo Constitucional do Nordeste. Os recursos, que contam com taxas de juros subsidiadas, podem ser utilizados na implantação, expansão, modernização e relocalização de empresas.