Brasil tenta apagar hoje contra a França, números negativos em rivalidade mundial

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A Seleção do Brasil está pronta e definida para o primeiro amistoso do ano, hoje contra a França
A Seleção do Brasil está pronta e definida para o primeiro amistoso do ano, hoje contra a França

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 26/03/2015 às 00:05:00

Paris - Brasil e França fazem um dos clássicos mais equilibrados do futebol mundial. Rivais na final da Copa de 98, os times voltam a se enfrentar nesta quinta-feira, às 17h00 (de Brasília), no Stade France, em Saint-Denis, ao norte da capital francesa. O duelo, apesar de amistoso, empolga os comandados de Dunga.
Ao todo, as duas seleções já se enfrentaram em 15 oportunidades, com o Brasil vencendo seis vezes contra cinco dos franceses. São registrados mais quatro empates na história deste clássico. O curioso é que a Seleção Canarinho nunca venceu em Saint-Denis. São três jogos e nenhuma vitória - duas derrotas e um empate.

Após o jogo contra a França, a Seleção Brasileira já viaja à Londres, onde no domingo enfrenta o Chile, no Emirates Stadium. A comissão técnica quer usar estes confrontos para definir, quase que em definitivo, o grupo que levará para a Copa América, que será disputada no Chile no segundo semestre.
Dunga com Firmino e Neymar - Sem poder contar com Diego Tardelli, cortado por lesão, Roberto Firmino, do Hoffenheim, da Alemanha, foi o escolhido para formar o ataque ao lado de Neymar no treinamento mais intenso realizado em Paris.

Dunga testou a seleção com duas formações, em 4-2-3-1 e com um 4-4-2, mas a única dúvida nas atividades foi sobre o goleiro: Diego Alves, Jefferson e Marcelo Grohe se alternaram no gol. Os demais titulares foram Danilo, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Luiz Gustavo, Willian e Oscar; Neymar e Firmino.

Nas demais posições, não houve surpresas. Sem David Luiz, outro cortado por lesão, Thiago Silva voltou naturalmente ao posto que ocupou na última Copa do Mundo. No meio, Elias foi preterido, mas a opção não chegou a surpreender.

França ofensiva - O técnico Didier Deschamps deve optar por uma França ofensiva nesta quinta. Num treinamento realizado com portões fechados, o comandante mandou a campo um time com Valbuena, Benzema e Griezmann. E a surpresa foi pela manutenção do jovem Nabil Fekir no banco de reservas. O jogador, de apenas 21 anos, surgiu como destaque do Lyon, mas ainda precisará de tempo para encontrar seu espaço entre os titulares.

França x Brasil
Hoje às 17h00 no Stade de France, em Saint-Dennis - FRANÇA.

França: Mandanda; Sagna, Varane, Sakho e Evra; Sissoko, Schneiderlin e Matuidi; Valbuena, Benzema e Griezmann. Técnico: Didier Deschamps.

BRASIL: Jefferson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Luiz Gustavo, Willian e Oscar; Neymar e Firmino. Técnico: Dunga