Ministros estão proibidos de fazer viagens particulares em aviões da FAB

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/04/2015 às 11:55:00

Paulo Victor Chagas
Agência Brasil

Desde ontem (10) os ministros e comandantes das Forças Armadas não poderão mais utilizar aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) em deslocamentos de suas residências permanentes. A suspensão desse tipo de viagem foi determinada pela presidenta Dilma Rousseff na semana passada para contribuir com a redução dos gastos públicos promovida pelo governo federal.

Um decreto publicado nesta sexta-feira, no Diário Oficial da União, altera a norma presidencial que trata do transporte aéreo de autoridades em aviões do Comando da Aeronáutica. De acordo com a decisão, estão restritas as solicitações de transporte para seus domicílios os ministros de Estado, comandantes das Forças Armadas e o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas.

Os pedidos de viagens por motivo de segurança e emergência médica e as viagens a serviço estão mantidos. O transporte de autoridades em aviões da FAB também é concedido ao vice-presidente da República e aos presidentes do Senado, da Câmara dos Deputados e do Supremo Tribunal Federal.