Biblioteca Nacional e IMS lançam portal de fotos históricas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 18/04/2015 às 10:59:00

Isabela Vieira
Agência Brasil

Passear por paisagens do Brasil no século 19 - em especial as do Rio de Janeiro - e observar, em detalhes, fotografias do acervo do Instituto Moreira Salles (IMS) e da Biblioteca Nacional já é possível sem sair de casa. O Portal Brasiliana Fotográfica, lançado hoje (17), com 2,3 mil imagens, retrata um momento do país sob a ótica e foco de Marc Ferrez, grande nome da fotografia na época, Augusto Stahl e Revert Henry Klumb, que foi professor das princesas Isabel e Leopoldina e fotografou a intimidade da família imperial.

O novo portal permite que o internauta escolha as formas de busca e propõe galerias, com base em datas, autor, assunto, local e informações sobre o período. Também é possível ampliar as fotos e captar detalhes das imagens selecionadas, pois os arquivos foram digitalizados em alta resolução. A pessoa pode, ainda, pesquisar nas sessões Retratos, Reprodução Fotomecânica e Cenas de Rua.

"Temos que dar instrumentos para que a pessoa amplie e navegue dentre da imagem, sem que haja perda de qualidade, para que as pessoas possam gastar tempo com a fotografia, como se estivessem lendo um livro", disse o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Renato Lessa. Ele destacou que todo material traz elementos para a compreensão da dinâmica social do país naquele período.

Em homenagem aos 450 anos Rio de Janeiro, o acervo do portal disponibiliza registros urbanos, de ruas, praças e palácios da então capital federal, onde Marc Ferrez produziu grande parte de sua obra, posteriormente ao lado dos filhos, inspirado pela paisagem de uma cidade em ascensão, em meio a natureza. As fotos de Ferrez permitem, hoje, o exame de elementos que não existe mais.