Confiança garante Everson por maios um ano

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Ídolo do Confiança, o goleiro Éverson foi convidado e aceitou renovar contrato com o Confiança até 2016
Ídolo do Confiança, o goleiro Éverson foi convidado e aceitou renovar contrato com o Confiança até 2016

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/04/2015 às 11:04:00

Ele chegou ao Confiança na temporada passada e criou uma empatia com os torcedores proletários e hoje além de capitão da equipe, o goleiro Everson é o nome de maior destaque da equipe proletária, superando até o artilheiro Leandro Kível, que este ano ainda não brilhou.

Para Everson não existe competição mais ou menos importante. Ele se sai bem em todas, quer seja no estadual, na Copa do Brasil ou na Copa do Nordeste. Em muitas vezes tem salvo o Confiança de goleadas, ou até mesmo levando o time à vitória importantes, com defesa milagrosas e atuações marcantes.

Pensando nisso e para anteder os anseios da torcida, a diretoria proletária se sentou para conversa com o goleiro, e conseguiu renovar até o final de 2016, o contrato do goleiro Everson, que se encerraria no mês de junho deste ano. Bom para o goleiro que terá teoricamente emprego até o final do próximo ano e melhor para o Confiança que mantem em suas linhas um profissional que caiu nas graças da torcida.

A participação de Everson no Confiança faz lembrar outro goleiro, que foi ídolo dos proletários e que por 13 anos, honrou a camisa do Confiança, conquistou vários títulos e se transformou em um dos maiores ídolos da torcida azul e branca.

O goleiro Fabio Tabosa encerrou a carreira a pouco tempo, mas suas atuações ainda permanecem viva na mente e nos corações dos proletário. Eles esperam que seja assim também com o goleiro Éverson.      
- Trabalho a cada dia para evoluir na minha função e ajudar sim, meu grupo em campo. Buscamos a classificação, mas infelizmente não saímos do Ceará com a vaga. Sei da força dos meus companheiros. Agora é pensar no Estadual e buscar o título, declarou o goleiro, que em 32 jogos oficiais, levou 22 gols, o que equivale a média de 0,68 gol por partida.