Microempréstimos do Banese fortalecem o comércio e a economia estadual

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A presidente do Banese, Vera Lúcia de Oliveira
A presidente do Banese, Vera Lúcia de Oliveira

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 26/07/2012 às 21:17:00

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) realizou nos últimos cinco anos mais de 73 mil operações de microempréstimos, no valor total de R$ 146,5 milhões. Segundo a presidente do Banese, Vera Lúcia de Oliveira, donos de pequenos negócios, como bares, lanchonetes, mercearias e comércio de roupas, entre outros, estão entre os contratantes dos microempréstimos do Banco, que beneficiam a milhares de pequenos empreendedores em todo o Estado.

Os recursos investidos nessas operações, de acordo com a presidente do Banese, envolvem empréstimos no valor médio de R$ 2.004. "No atual governo os microempréstimos do Banese têm tido papel relevante no apoio às micro e pequenas empresas sergipanas, movimentando o comércio e fortalecendo a economia estadual", disse a presidente.

Vera Lúcia também destaca a importância do cartão de crédito Banese Card para a economia estadual. "Com os microempréstimos e o Banese Card o Banco atua nos dois lados da economia: empresta para o comércio e disponibiliza crédito para os clientes", observou.

"O Banese Card cobre o outro lado do comércio, de quem compra", disse ainda a presidente ao informar que o cartão que leva a marca do Banese conta hoje com uma base de mais de 500 mil clientes e no ano de 2011 realizou uma movimentação financeira de R$ 947,2 milhões, o que representou um aumento de 27,7% em relação a 2010, quando o volume financeiro foi de R$ 741,9 milhões.