Construção civil foi que empregou mais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 26/07/2012 às 21:19:00

A construção civil sergipana foi destaque entre os setores da economia que mais geraram empregos no primeiro semestre deste ano. Nos primeiros seis meses, o setor gerou no estado 3.333 postos de trabalho. Em junho passado, no entanto, a construção civil contratou 114 trabalhadores, equivalente apenas a +0,32% dos 9.870 empregos gerados em Sergipe, ficando atrás dos setores de Serviço ((322 empregos ou +0,30%), Agropecuária (279 empregos ou +2,57), Indústria de Transformação (175 empregos ou +0.40).

De acordo com o Boletim Sergipe Econômico, produzido pelo Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, em junho último o saldo de empregos com carteira assinada em Sergipe foi de 1.097 novos postos de trabalho. O número mostra grande recuperação em relação ao mês de maio passado, cujo saldo foi negativo (-509 vagas). Na capital sergipana, por exemplo, no mês analisado, o saldo foi de 696 novas vagas.

No acumulado dos seis primeiros meses de 2012, o saldo de empregos com carteira assinada também foi positivo, com um total de 2.843 novos postos de trabalho, em todo o estado. Nessa análise semestral, destaca-se o município de Aracaju, com 4.499 novos empregos formais. Nos municípios de Lagarto, Itabaiana, Nossa Senhora do Socorro, Estância e Itabaianinha, o total acumulado também foi bom, com 471, 438, 366, 294 e 271 novos postos de trabalho, respectivamente, neste mesmo período.