Confiança pode ser punido pelo STJD

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O árbitro baiano Arilson Bispo da Anunciação denunciou o Confiança e o campeão sergipano pode ser punido pelo STJD. Julgamento será amanhã
O árbitro baiano Arilson Bispo da Anunciação denunciou o Confiança e o campeão sergipano pode ser punido pelo STJD. Julgamento será amanhã

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/06/2015 às 00:22:00

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br

O Superior Tribunal de Justiça Despor-tiva marcou para a próxima quinta 25, o julgamento do Confiança, representante sergipano no Brasileiro da Série C. Na partida contra o Águia de Marabá, ao final do jogo, um torcedor arremessou contra o árbitro baiano Arilson Bispo da Anunciação, um copo com cerveja. O relatou na súmula o ocorrido e o Confiança corre o risco de perder o mando de campo de 1 a 10 jogos.
O Confiança foi denunciado no artigo 213, parágrafo terceiro, que diz: "Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo".
Art. 213. Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir:
III - lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.

PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).
 § 1º Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas, provas ou equivalentes, quando participante da competição oficial.
Como a partida já tinha se encerrado e não houve nenhum tumulto mais grave, acredita-se que o time sergipano seja enquadro no Inciso III, com pena de multa pecuniária, no valor de R$ 100,00 a R$ 100, 000,00.

No seu relatório o árbitro fez constar que: "Informo, para os devidos fins, que após encerrada a partida, quando a equipe de arbitragem já se encontrava no final do túnel móvel que dá acesso ao seu vestiário, haver sido arremessado em direção ao quarteto um copo plástico contendo cerveja, que acabou por atingir o árbitro central e o assistente 2. Esclareço que a referida estrutura não é completamente fechada, o que permite que os torcedores a ela tenham acesso pela parte superior, visualizando a equipe de arbitragem e dando condições para que objetos possam ser lançados, como de fato se verificou".