Atletas de GR de três países treinam em Toledo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Em Aracaju, a vice-presidente da Federação Cubana, Cecilia Russel, foi recebida por Luciene Resende e Andrea João
Em Aracaju, a vice-presidente da Federação Cubana, Cecilia Russel, foi recebida por Luciene Resende e Andrea João

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/07/2015 às 00:24:00

O Brasil, palco dos próximos Jogos Olímpicos, já vem recebendo atletas de diversos países de olho na competição mais importante do ciclo, em agosto de 2016. Até esta quinta-feira 2, atletas das Seleções de Ginástica Rítmica do Chile e de Cuba estiveram em Toledo, no oeste paranaense, para um período de treinamentos na Associação Esportiva e Recreativa Sadia. Agora, quem permanece na cidade por mais um mês são as ginastas bolivianas.

As atletas chilenas e cubanas estão em preparação final para os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, neste mês. Porém, o intercâmbio é ainda mais importante, porque o Brasil será sede dos próximos Jogos Olímpicos.
"Ganhamos todos com esse intercâmbio, tanto na formação técnica dos atletas e dirigentes, quando na formação humana enquanto pessoa na sociedade", comentou a vice-presidente da Federação Cubana de Ginástica, membro do Comitê Executivo do Comitê Olímpico de Cuba e árbitra Internacional de Ginástica Rítmica, Cecília Juara Rossel.

Durante o período que permaneceu no Brasil, Cecília fez um visita especial para a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Luciene Resende, na sede da instituição, em Aracaju (SE). O encontro contou também com a presidente da Federação de Ginástica do Rio de Janeiro (RJ), Andréa João.
"A visita da representante de Cuba foi muito importante. Nós temos um ótimo relacionamento com esse País, que tem grandes resultados na ginástica. Eles queriam conhecer de perto o nosso trabalho e também fazer esse intercâmbio aqui. Essa troca de experiência é sempre bastante proveitosa para todos os envolvidos", destacou a presidente Luciene Resende.