O MURO DE BERLIM E OS OUTROS ‘MUROS’

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/08/2015 às 17:57:00

Demolido o Muro de Berlim, esperava-se que as picaretas que o puseram abaixo estivessem dando início a uma nova era, onde, dividindo os povos não existiriam mais muros. Fossem aqueles traçando limites entre ideologias, ou separando as pessoas pela cor, pela religião, pelo sexo, pela forma de praticá-lo, e com quem preferissem.
Muito se avançou desde então, e também muito se involuiu.
Os muros multiplicaram-se. Não mais sob a forma física de pedra, aço, cimento, embora haja quem os queira reconstruir. Um pré-candidato à presidência dos Estados Unidos promete erguer um muro enorme na fronteira com o México.
Separando Israel dos palestinos tangidos cada vez para mais longe, um muro semelhante ao de Berlim há algum tempo foi erguido.
No oriente médio há muros invisíveis por todo canto, e os que estão nos lados opostos, se matam, se exterminam.
Os europeus, civilizadíssimos, fazem do Mediterrâneo o gigantesco muro liquido a separá-los dos que saem das praias africanas da desesperança e desespero, e morrem, aos milhares, nas embarcações precárias em que jogam as suas vidas ,que a miséria avilta e destrói.
No Mediterrâneo barcos patrulha armados formam o muro para impedir a invasão dos miseráveis que chegam. Os bisavôs deles nada puderam fazer quando Mussolini atravessou o ¨mare nostro¨ com seus exércitos e invadiu a Abissínia. As tropas fascistas embarcaram naqueles mesmos portos onde hoje conseguem chegar alguns dos passageiros da agonia que escapam dos naufrágios. A caminho da África, os soldados ouviam uma cançoneta, a Africanina, que os incentivava a irem com seus canhões e fuzis, ¨civilizar os bárbaros abissínios.¨
No lado francês do Canal da Mancha os ingleses montam suas barreiras de proteção, fechando para imigrantes que estão na França a possibilidade de atravessarem o túnel unindo continente às ilhas britânicas.
Os muros não sumiram quando caiu o de Berlim. Eles continuarão sendo levantados enquanto a humanidade desprezar o significado da palavra paz.