CBF anuncia calendário de 2016. Brasileiro não para na Copa América e nas Olimpíadas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, ao lado de Dunga e Gilmar, anuncia o calendário da CBF, para a próxima temporada
O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, ao lado de Dunga e Gilmar, anuncia o calendário da CBF, para a próxima temporada

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/08/2015 às 11:47:00

Rio de Janeiro, RJ - A Confederação Brasi-leira de Futebol (CBF) anunciou nesta terça-feira, o calendário do futebol brasileiro em 2016. Apesar de divulgar que ajudará os clubes e a seleção com uma pausa, quando o time comandado pelo técnico Dunga jogar pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, fato que será uma repetição do que acontecerá nesta temporada - em outubro e novembro -, o Campeonato Brasileiro não vai parar durante a Copa América Especial Centenário, em junho, e os Jogos Olímpicos do Rio, em agosto.
De uma forma geral, o calendário de 2016 é igual ao deste ano. Os clubes terão todo o mês de janeiro para o período de pré-temporada, já que os Estaduais começarão apenas no dia 31. Esses torneios terão 19 datas disponíveis e serão encerrados no dia 8 de maio. Na semana seguinte começam os Brasileiros das Série A e B.
No primeiro semestre, mais especificamente no final de março, os clubes serão prejudicados pela seleção, que jogará duas vezes pelas Eliminatórias. Nessas datas, os Estaduais não serão paralisados. No final de maio, já pelo Brasileirão, mais dois jogos do time de Dunga. Como serão partidas amistosas, o campeonato nacional não vai parar nessas datas.
Em junho, as equipes ficarão sem os atletas convocados em pelo menos seis rodadas do campeonato por conta da Copa América Especial Centenário, entre os dias 8 e 26, nos Estados Unidos. E ao menos em mais cinco rodadas, devido à Olimpíada do Rio (entre os dias 3 e 21 de agosto) - o Brasil será representado por atletas sub-23 na competição.
Prejuízo continua - No segundo semestre, a perda dos clubes será parcial. Nos confrontos das Eliminatórias entre 2 e 6 de setembro (Equador e Colômbia, este no Brasil, respectivamente), não haverá rodada do Brasileirão, mas já no dia 7 terá uma rodada cheia da competição.
Em outubro e novembro, a mesma situação acontecerá, com o agravante de que o segundo duelo será fora de casa. Um dia depois de jogar contra a Venezuela, em 11 de outubro, o Brasileirão voltará a ter jogos. Já no dia 15 de novembro, a equipe de Dunga enfrentará o Peru como visitante. E no dia 16, haverá a 35.ª rodada do Nacional.