EMPRESAS E CANDIDATURAS

Luiz Eduardo Costa

Para um empresário do ramo de transportes coletivos, não foi proveitoso o convite que recebeu de um homem de negócios e político para unir-se ao seu grupo e tornar-se candidato. Entrou de corpo e alma e suas empresas entraram em colapso. Agora, um caso semelhante se repete. Frustrou-se uma candidatura, e a empresa cambaleia.
Para os que acreditam em pé-frio, nada mais elucidativo.


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS