Policial aposentado morre após reagir a assalto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 31/07/2012 às 15:29:00

A polícia investiga o assassinato do policial civil aposentado João Tavares da Mota, 64 anos, ocorrido às 7h deste domingo na Rua B do Loteamento Visconde de Maracaju, no bairro Cidade Nova (zona norte da capital). O crime aconteceu quando o policial reagiu à abordagem de um homem armado que tentou assaltá-lo.

Tavares, que foi professor de judô na Academia de Polícia Civil (Acadepol), levou dois tiros de revólver, sendo um na cabeça e outro no peito, e morreu a caminho do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Testemunhas disseram à polícia que o agente aposentado estava a caminho de uma padaria do bairro, onde iria comprar pães para a namorada. Os criminosos o abordaram no meio do caminho. Primeiro, um dos bandidos chegou em uma bicicleta e mandou que Tavares se rendesse. A vítima tentou desarmar o ladrão com um golpe e começou uma briga. A principal suspeita é de que o segundo criminoso surgiu por trás dele e disparou os tiros para livrar o colega. Ferido, o policial correu ainda para pedir ajuda, mas caiu ferido logo depois, na calçada, e perdeu muito sangue.

Os bandidos fugiram sem levar nada da vítima. O policial chegou a ser socorrido por populares, mas não resistiu. Seu corpo foi enterrado ontem de manhã no cemitério de Malhador (Agreste). O crime está sendo apurado pelas equipes da 3ª Delegacia Metropolitana (Santos Dumont), que registrou o caso como tentativa de latrocínio.