Pesquisa da Única

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A candidata da Frente de Esquerda, Vera Lúcia (PSTU), na manifestação dos servidores federais ontem de manhã
A candidata da Frente de Esquerda, Vera Lúcia (PSTU), na manifestação dos servidores federais ontem de manhã

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/08/2012 às 02:43:00

A TV Atalaia divulgou ontem a segunda pesquisa em Aracaju registrada no Tribunal Regional Eleitoral após a homologação das candidaturas em 7 de julho. Os números da pesquisa, realizada pelo Instituto Única no período de 24 a 26 de julho, são extremamente favoráveis ao candidato João Alves Filho (DEM) se as eleições fossem hoje.

Pela pesquisa realizada nos 38 bairros da capital e zona de expansão, onde foram ouvidas mil pessoas, João Alves aparece com 51,10% das intenções de votos, Valadares Filho (PSB) aparece em segundo lugar com 15,70%, Vera Lúcia (PSTU) em terceiro lugar com 6,40%, Almeida Lima (PPS) em penúltimo lugar com 5,50% e Reynaldo Nunes (PV) em último lugar.

A pesquisa mostra que 12,20% votariam branco ou nulo para não votar em nenhum dos cinco candidatos e que 7,20% ainda não sabem em quem votar. A margem de erro é de 5% para mais ou para menos.
Questionou a pesquisa em quem o eleitor entrevistado jamais votaria nessas eleições. Um total de 25,30% disse que não votaria em Almeida Lima, 19,50% em Reynaldo Nunes, 18,20% em Valadares Filho, 16,60% em Vera Lúcia e 12% em João Alves. Um total de 4,80% votaria branco ou nulo e 2,20% não sabia.

A surpresa nessa pesquisa é João Alves como um candidato de menor rejeição. Ele sempre teve uma rejeição alta nas pesquisas realizadas. Outra surpresa é Almeida, como ex-prefeito, ex-deputado estadual, ex-senador e atual deputado federal ficando atrás de Vera Lúcia nas intenções de votos.

Também é surpresa o fato de apenas 14,80% dos entrevistados terem respondido que na hora da votação levará em consideração o candidato que avalia como menos corrupto. O primeiro critério a ser levado em consideração é o do candidato com melhor projeto - 22,90% optaram por esse quesito - e 20,90% optaram pela experiência.

Ainda tem muita água para rolar por debaixo da ponte, pois a campanha eleitoral só está começando, ainda está morna, somente esquentará mesmo com o início do programa eleitoral gratuito no rádio e na televisão e com os debates com a participação de todos os candidatos juntos.

Sem falar que o número de eleitores indecisos chega a mais de 19%, com os 12,40% que pensam em anular seu voto e os 7,20% que ainda não sabem em quem votar.

Indiferente
Para o candidato Almeida Lima (PPS) a pesquisa da Única não lhe diz nada. "Acho ridículo esse tipo de pesquisa. Inclusive estou processando este instituto por pesquisa desse tipo", afirmou, enfatizando que não acredita em pesquisa desde 1994, quando o então candidato a governador Albano Franco aparecia com 54% das intenções de votos e Jackson Barreto, que aparecia com 30% a menos, ganhou o primeiro turno das eleições.

Ponto de vista
Na concepção de Almeida, as pesquisas não vão tirar as pessoas das ruas nem fazer a cabeça de ninguém. "Acho que quando começar o programa eleitoral na TV as coisas vão piorar para João Alves e o candidato do governo. Só vai irritar o povo. Você acha que quem responde a processo criminal como João Alves tem o que dizer? E quem faz um governo desastroso como esse tem o que dizer?", questiona Almeida, que esquece que o candidato é o deputado federal Valadares Filho.

Análise 1
Do vice-governador Jackson Barreto (PMDB) sobre as eleições: "Estou muito feliz. Após 15 dias de campanha, só tenho recebido notícias positivas, a começar pelo crescimento de Valadares Filho na periferia. Estou animado, acho que teremos grandes vitórias. Minha experiência mostra que nossos candidatos no interior vão comemorar muito".

Análise 2
Jackson fez essa análise após percorrer vários atos de campanha de candidatos do PMDB e aliados nos últimos dias nos municípios do interior do Estado: Itabaiana, Carira, Campo do Brito, Itaporanga D´Ajuda, Carmópolis, Capela, Japoatã, Barra dos Coqueiros, Santa Rosa de Lima, Malhada dos Bois, Aquibabã, Cumbe e Nossa Senhora do Socorro.

Não falou
Ontem, antes da posse de José Lauro Seixas como secretário do Trabalho, o governador Marcelo Déda (PT) não quis falar sobre política e, muito menos, sobre as eleições municipais. Disse à imprensa que estava em ato do governo em uma secretaria e não falaria em nada que não fosse atos administrativos.

Procuradores 1
O governador comentou com a imprensa as ações que alguns procuradores de Estado estão ingressando contra ex-secretários e secretários de Estado. "Eu olho com muita preocupação porque o que fica desgastada perante a sociedade, perante os poderes republicanos, é a imagem da carreira dos procuradores porque uma parte deles resolveu transformar as atividades funcionais em ferramentas a serviço da desqualificação de homens públicos e do assassinato de reputações".

Procuradores 2
Para Déda, o ato dos procuradores não é uma ação que seja fundada em razão de ordem jurídica ou de qualquer outra ordem, é uma tentativa de pressionar o governo em função de uma agenda de reivindicação salarial de uma categoria que é bem remunerada. "É claro que merecem atenção as reivindicações da categoria. Ninguém acha que ganha bem, todo mundo merece ganhar melhor. Agora é inaceitável a utilização dessa ferramenta para tentar pressionar o governo a dar aumento. As coisas começaram a ficar erradas de dois meses pra cá, porque antes não havia nenhuma ação proposta, nenhuma intenção efetiva da procuradoria a esse respeito até porque o governo é fiscalizado pelo MP, pelo Tribunal de Contas. O que há é um movimento de reivindicação que se transformou em uma tentativa de desmoraliza homens de bem como Benedito Figueiredo, professor Lima, Silvio Santos, professor Antônio Carlos".

Fim do recesso
Serão retomados nesta quarta-feira os trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Aracaju. A sessão começará às 15h e contará com Pequeno e Grande Expediente, podendo ou não ter votação de pauta. Segundo o presidente do Legislativo, Emmanuel Nascimento (PT), está no cronograma do segundo semestre dar continuidade à revisão do Plano Diretor, que voltou a ser tema de discussão em reunião realizada na tarde de ontem na Casa, entre a comissão relatora do projeto e as equipes técnica e jurídica.

Plano Diretor
De acordo com a relatora do Plano Diretor, Miriam Ribeiro (PSD), o plano deve entrar na pauta de votação na próxima semana. O sub-relator, Juvêncio Oliveira (DEM), reforça que o segundo lote possui aproximadamente 100 emendas, no entanto, a prioridade será voltar a discutir as que foram adiadas.

Reinicio
Os trabalhos legislativos do segundo semestre também recomeçam hoje na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional. O deputado Almeida Lima cumpre agenda pela manhã como candidato a prefeito, com panfletagem na Av. Rio de Janeiro com Nova Saneamento, e depois caminhada no centro do Siqueira Campos. Em seguida, viaja para Brasília.
Balanço
No primeiro semestre deste ano, o deputado federal Márcio Macêdo (PT) avalia como positiva a sua atuação no Congresso Nacional.  Cita que foi autor de 13 projetos, sete requerimentos, três emendas de plenário, uma indicação, duas emendas à Medida Provisória 570, relacionada a ações de combate à seca, e 22 emendas à Medida Provisória 571, que trata do Código Florestal, além de ter feito 48 pronunciamentos em plenário, ter sido eleito presidente da Comissão Mista de Mudanças Climáticas e relator de oito projetos, nas comissões de Meio Ambiente e Constituição, Justiça e Cidadania.

Projeto
Despesas com nutricionista, profissional de educação física e com academias de ginásticas poderão ser abatidas no Imposto de Renda das pessoas físicas. Projeto de lei com esse objetivo está na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), de autoria do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ).

Veja essa...
De Déda sobre as reivindicações salariais dos procuradores: "Eu devo reajustar o salário de quem recebe R$ 20 mil quando não posso reajustar de quem recebe R$ 600,00? Eu devo dar aumento a quem ganha R$ 20 mil e esquecer de quem ganha R$ 700, R$ 800? É essa a discussão. Não estou dizendo que as pessoas têm que se conformar com o que ganham, mas é preciso ter senso de justiça".

Curtas
O candidato Valadares Filho concedeu ontem, às 7h30, entrevista na Megga FM. Às 18h30, realizou caminhada no Conjunto Santa Tereza.

Almeida Lima fez panfletagem ontem de manhã, com estandarte, em toda a Av. Hermes Fontes e no centro da cidade; à tarde fez panfletagem na Av. Rio de Janeiro com Nova Saneamento e à noite realizou comício no Residencial Santa Tereza.

Às 7h de ontem a candidata Vera Lúcia participou do ato público dos Servidores Públicos Federais em greve, na Praça General Valadão. Já às 11h se reuniu com a Comissão Política da campanha, na sede do PSTU, no Conjunto Orlando Dantas.

Reynaldo Nunes, em sua agenda ontem, participou apenas de entrevista às 7h30, na Rádio Cultura.

Já o candidato João Alves encontra-se em viagem a São Paulo e Brasília desde a segunda-feira. Deve retornar hoje à noite ao Estado.