SERGIPE E AS ENERGIAS RENOVÁVEIS

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 05/08/2012 às 13:21:00

Já estão  montados os vinte e três  aerogeradores  do Parque Eólico da Barra dos Coqueiros.  Este mês a usina entra em funcionamento,  gerando  a mais limpa das energias. A conquista desse investimento,  que  ultrapassa os cento e cinquenta milhões de reais, se deu graças a uma bem sucedida negociação entre o governo do estado e a empresa de energia que estava interessada em implantar um projeto no nordeste. 

O governo cedeu a  imensa área que antes fora destinada ao Polo Mineral Petroquimico,  que não foi adiante,  e muito pesou na localização a infraestrutura já existente e a proximidade do porto, por onde desembarcaram os enormes  equipamentos ( cada torre tem aproximadamente cem metros de altura ) , que foram facilmente transportados por uma boa estrada recentemente recuperada.

O governador Marcelo Déda está empenhado em novas negociações para ampliar investimentos na área de energias renováveis,  e o último contato mantido na Petrobras poderá ter sido decisivo para a instalação em Sergipe de uma usina de biodiesel. No sertão  crescem as áreas plantadas com o girassol  do qual o biodiesel é  fabricado com  maior índice de produtividade. A vantagem do girassol é que, além do biodiesel  ou óleo comestível,   a  exuberante flor, depois de industrializada, se transforma numa torta excelente  como ração para o gado leiteiro, a grande vocação  econômica do semiárido.