PC do B realiza ciclo de debates sobre Educação de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O ex-prefeito Edvaldo Nogueira aponta gráfico sobre investimentos em educação
O ex-prefeito Edvaldo Nogueira aponta gráfico sobre investimentos em educação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/02/2016 às 00:30:00

Os problemas e os desafios da Educação em Aracaju foram tema da segunda edição do Ciclo de Debates do PC do B, que ocorreu na noite da última quinta-feira (18) na capital. O evento é uma iniciativa da Direção Municipal do partido em parceria coma Fundação Maurício Grabois.
O ex-prefeito Edvaldo Nogueira, um dos palestrantes do ciclo, disse que o principal objetivo do encontro chamar a sociedade para discutir ideias a fim de buscar alternativas para "o retrocesso e descaso administrativo" da atual gestão municipal.

 "A situação da rede municipal de educação se encontra numa situação bastante complicada. A atual gestão desmantelou o trabalho que realizamos enquanto fui prefeito de Aracaju. Sucatearam as escolas, tomaram os computadores que deixamos. Uma série de conquistas foram perdidas", lamentou.
Para ele, "é preciso reestruturar para poder avançar". "Na época em que fui prefeito apliquei mais de 25% dos recursos na educação, mais do que a Constituição obriga. Em 2001, eram investidos R$ 45 milhões na Educação. Quando eu deixei a prefeitura, os investimentos na pasta giravam em torno de R$ 180 milhões. Isso mostra a preocupação que nós temos com a educação. É preciso tornar a escolar um ambiente em que o aluno goste de ir. A escola tem que ser a extensão da casa dele. É fundamental que ele seja bem tratado para que possa desenvolver todas as suas potencialidades e aprender", ressalvou.

O ex-secretário da Educação da capital, professor Antonio Bittencourt, afirmou que é fundamental apresentar um diagnóstico do quadro atual e dar sugestões para uma possível nova administração. "Fundamentalmente temos que pegar alguns eixos, com um pouco da readequação da estrutura física e pessoal da secretaria municipal de educação, discutir com os setores que pensam educação nas universidades e instituições de ensino e criar uma interlocução entre a própria família e a escolas. Entendemos que a Educação deva ser interligada nesses fatores", defendeu.

opinião da professora Josevanda Franco, que também já foi gestora da Educação no município, "é extremamente significativo que o PC do B tome essa providência de discutir com a sociedade as perspectivas ligadas ao futuro de Aracaju". "A educação municipal é muito importante considerando que o município é responsável por ofertar a estrutura de creche dentro da educação infantil, até o último ano do ensino fundamental. Temos que discutir novas perspectivas para introdução de novas metodologias e de paradigmas que possam dar à Aracaju uma educação de qualidade", definiu.

Participação - O deputado estadual Padre Inaldo (PC do B) disse que considera "fundamental este tipo de debate para avançarmos numa gestão democrática em todos os sentidos".
O professor Manuel Prado, presente ao evento, aprovou a iniciativa. "Este é um papel a ser cumprido por todos os partidos, que é chamar permanentemente o cidadão a debater as políticas públicas e temáticas importantes como é o caso da educação. Na condição de cidadão soube do debate e acho que devemos nos posicionar, debater porque acredito verdadeiramente que a gente deve construir uma cidade melhor participando e se posicionando", frisou.