Itabaiana contrata goleiro Rodrigo Carvalho

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O goleiro Rodrigo Carvalho atuou por duas temporadas no Náutico em 2011-2012 e é a mais nova contrafação do Itabaiana
O goleiro Rodrigo Carvalho atuou por duas temporadas no Náutico em 2011-2012 e é a mais nova contrafação do Itabaiana

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/02/2016 às 09:21:00

Dirigentes do Itabaiana sentiram a necessidade do goleiro Max ter uma "sombra", um profissional à altura do titular, para que corresponda à expectativa, no momento em que for convocado. Por isso, partiram em busca de um goleiro e nesta terça-feira 23, anunciaram a contratação do goleiro Rodrigo Carvalho.   
O novo goleiro do Itabaiana tem 31 anos, é bastante experiente, pois já defendeu equipes como Porto-PE, Náutico-PE, Ituano, Santo André, Nacional e Capivariano. Seu último clube dele foi o Vitória das Tabocas de Pernambuco.
De olho no clássico - AO vencer o time da Socorrense no último domingo, o Itabaiana consolidou a classificação para a próxima fase do Sergipão GBarbosa-2016 e assim entra definitivamente na briga, pelo título de campeão estadual. com 13 pontos ganhos, o Tricolor da Serra pode chegar a 19 pontos, pois tem ainda pela frente dois jogos. O Sergipe neste domingo, no Etelvino Mendonça e o Guarany, no dia 5 de março em Porto da Folha.
Para a partida contra o Sergipe, o treinador Leandro iniciou os trabalhos de preparação nesta terça-feira 23, com a reapresentação do elenco. Os jogadores participaram de um trabalho físico pela manhã e à tarde já trabalharam com bola.
Leandro pretende realizar o treino apronto na sexta-feira à tarde, quando vai definir a equipe para enfrentar o time rubro. Quem tem presença assegurada na partida de domingo é o atacante Leonardo, autor de três gols na partida contra a Socorrense.     
O técnico Leandro Campos ficou bastante satisfeito com a atuação do jogador e ressaltou que muito desse aproveitamento se deve a um ajuste tático que ele fez na equipe.  
- O Leonardo estava inseguro, não tinha passado confiança ao torcedor. Fizemos uns ajustes táticos, para que ele não fugisse tanto da área, que é onde ele precisa estar para as conclusões, e ele mudou essa atitude. No jogo estava mais presente, as oportunidades foram criadas e ele estava lá para concluí-las, destacou o treinador.