Maternidade nega infecção por superbactéria

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/06/2012 às 11:41:00

A maternidade Nossa Senhora de Lourdes distribuiu nota técnica ontem, dia 14, sobre os riscos de infecção do local. "Em virtude dos equívocos que vêm ocorrendo com relação à superlotação e infecção por bactéria multi-resistente, esclarecemos que só há um recém-nascido (RN) infectado por tal bactéria e este encontra-se isolado e sendo devidamente tratado. Este paciente adquiriu a infecção em outro hospital não sendo, portanto, bactéria de presença comum nesta Maternidade", informa.
Na nota, a maternidade diz que "toda situação de superlotação é de risco para aumento das infecções, mas todas as medidas de precaução estão sendo tomadas, conforme orientação da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)".
Acrescenta que "a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) estão informadas e adotando as medidas emergenciais para controle da situação".
Conclui a nota: "Informamos ainda que se tem tomado as medidas de regulação de leitos no sentido de diminuir a superlotação. Há 15 dias havia 83 RNs internados e até dia 13 de junho estamos com 61 RNs, ou seja, apenas dois pacientes a mais do que a nossa capacidade, que é de 59 leitos".