Valadares quer reabrir Palácio Inácio Barbosa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O candidato Valadares Filho apresenta propostas de governo para os empresários do comércio
O candidato Valadares Filho apresenta propostas de governo para os empresários do comércio

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 10/08/2012 às 03:17:00

Chico Freire
chicofreire@jornaldodiase.com.br

O candidato do PSB a prefeito de Aracaju, Valadares Filho, participou da reunião-almoço que faz parte do projeto "Conversando com o Lojista", organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O encontro aconteceu ontem, no Centro de Convenções Tadeu Nascimento, sede da entidade, na capital.

Ele também anunciou o retorno da administração municipal para o Palácio Inácio Barbosa, no centro da cidade, mais próximo do centro comercial. "Os problemas do município de Aracaju serão debatido diretamente com o prefeito", avisou.

Valadares Filho apresentou o seu plano de governo. Mostrou propostas de criação e ampliação dos estacionamentos no centro da capital, novas alternativas de transporte, investimentos no setor comerciário e anunciou a criação de uma Secretaria de Desenvolvimento Econômico, voltada para o comércio.
Como desafios, o candidato citou a destinação do lixo, o transporte de massa,a  revitalização do centro comercial e erradicação da miséria.

Conselho - Um outro ponto destacado por ele foi a criação do Conselho Metropolitano, envolvendo os municípios da área metropolitana, a exemplo de Laranjeiras, Maruim, São Cristóvão, Socorro, Barra dos Coqueiros e Nossa Senhora do Socorro.

Dentre as propostas apresentadas, o candidato destaca como a mais marcante, a implementação do Veículo Leve sobre Trilho - VLT. "É um projeto ousado, que representa um investimento de R$ 200 milhões,  com o objetivo de apresentar à sociedade uma nova forma de locomoção, fazendo com que a população deixe o carro em casa e utilize o transporte em massa", explica.

Valadares Filho também se reportou a investimos da ordem de R$ 1,2 bilhão para os próximos quatro anos de sua administração, com a seguinte destinação: Desenvolvimento Econômico (R$ 240 milhões); Desenvolvimento Social (R$ 270 milhões); Plano Urbano (R$ 400 milhões); Plano Ambiental (R$ 220 milhões) e Modernização e Qualidade (R$ 120 milhões).

"Estes recursos virão através de financiamentos, do próprio tesouro e outros convênios firmados. De acordo com esse planejamento serão investidos R$ 1,25 bilhão, somente nestas áreas, durante os quatro anos do nosso mandato", disse.