Iran denuncia a situação de abandono da Escola Municipal Carvalho Neto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A escola da PMA está completamente abandonada
A escola da PMA está completamente abandonada

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/05/2016 às 10:16:00

Diante da situação alarmante que se encontra a Escola Municipal de Ensino Fundamental Carvalho Neto, localizada no bairro Novo Paraíso, o vereador Iran Barbosa (PT) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju para exibir fotos e vídeos nos quais a população relata a deterioração da unidade de ensino.
Ontem, 18, o parlamentar alertou que desde 2014, sob o argumento de que a escola passaria por reforma, que a EMEF Carvalho Neto está interditada, sem oferecer os devidos serviços para a população.
"As imagens estão mostrando um local de perigo para a redondeza. Podemos verificar água correndo pela calçada, o matagal tomando conta do espaço e a escola com a estrutura danificada", relatou Iran, acrescentando que "é algo que não pode mais ser tolerado. Além disso, já utilizei esta tribuna para mostrar a situação precária do prédio do antigo Colégio Militar, no Centro, em que está funcionando, substitutivamente, o Carvalho Neto".
O parlamentar denunciou que o município de Aracaju, ao invés de reformar a escola, tem preferido pagar aluguel de um outro prédio e transporte para os alunos serem levados até ele. "Isso pesa financeiramente para a municipalidade! Trata-se de um ônus que incide duplamente sobre a educação municipal, ou seja, o município gasta para pagar o aluguel do prédio e o transporte para o deslocamento dos alunos, quando se tem, há quase três anos, uma escola fechada. O mais alarmante é que não se vê nenhum movimento de reforma", advertiu Iran.
Durante o discurso, o parlamentar advertiu que o caso da EMEF Carvalho Neto não é uma situação isolada em Aracaju. "Este é apenas mais um caso entre outros inúmeros. Se pararmos para refletir, há um grande desperdício do dinheiro público com aluguéis e não há nenhum investimento no patrimônio público. Estamos assistindo à inércia da Administração Pública", lamentou.