Tarifa social de energia beneficia mais de 44 mil famílias

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/06/2012 às 11:56:00

Dados da Energisa mostram que em Aracaju 44.738 famílias de baixa renda são beneficiadas com a Tarifa Social de Energia Elétrica, que oferece desconto na conta de luz. Para ter acesso ao benefício, é preciso que a família esteja inserida no Cadastro Único (CadÚnico) e atenda os critérios estabelecidos pelo Governo Federal, segundo informou o secretário municipal de Assistência Social e Cidadania, Bosco Rolemberg.
O desconto na conta de luz é significativo, mas não é automático. É preciso que as famílias inseridas no Cadastro Único procurem a Energisa para se cadastrar na empresa e terem acesso ao benefício. Em Aracaju, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania contabiliza o número de 55.387 famílias inscritas no Cadastro Único. Isso quer dizer que quase 11 mil famílias inseridas no CadÚnico ainda não recebem o benefício.
A Tarifa Social de Energia Elétrica é exclusiva para família de baixa renda, que atendam os critérios, que são: estar inscrita no Cadastro Único para programas sociais do governo federal, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional; ou que receba o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social; ou ainda família inscrita no Casdastro Único com renda mensal de até três salários mínimos, que tenha portador de doença ou deficiência, em que o tratamento continuado demandem consumo de energia elétrica.
"A tarifa Social de Energia Elétrica é um benefício essencial porque vem permitir que as famílias de baixa renda possam utilizar o serviço na medida das suas necessidades, sem onerar tanto o seu orçamento doméstico. É importante que as famílias que ainda não utilizam a tarifa social façam o seu cadastro na Energisa e passem a dispor do benefício", sugeriu o secretário Bosco Rolemberg.