Mais de 3,5 mil hidrômetros são trocados por mês em Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Hidrômetros são testados no laboratório da Deso
Hidrômetros são testados no laboratório da Deso

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/06/2012 às 11:58:00

Para garantir a segurança no abastecimento de água, mensalmente a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) substitui mais de 3,5 mil hidrômetros em Aracaju. A medida efetuada pelo laboratório de hidrometria da empresa tem como objetivo assegurar a exatidão da leitura do volume de água consumido em imóveis onde os medidores pararam de funcionar devido ao tempo de uso ou por fraudes. Em 10% dos casos, a troca é motivada por violações.
O gerente de hidrometria da Deso, Tiago Sanas, explica que o hidrômetro possui um papel importantíssimo para o usuário, pois a medição de consumo afeta diretamente quanto ao faturamento do uso de água. "Geralmente o cliente recorre à empresa quando  há algum problema ou quando a conta vem alta e quem indica tudo isso é o hidrômetro, principalmente, se há vazamentos".
Gratuito - Por mês, 3,5 mil hidrômetros chegam a ser trocados somente na capital sergipana. No interior, o gerenciamento é feito pelas regionais. "As substituições preventivas dos hidrômetros são realizadas gratuitamente pela empresa a cada 5 anos. Já as substituições corretivas são cobradas e até em alguns casos, como os de fraude, os usuários ficam sujeitos a sanção. Cerca de 10% das substituições dos medidores são realizados em virtude das fraudes de água", ressalta.
Tiago Sanas afirma também que toda vistoria realizada pela hidrometria é acompanhada pelos próprios técnicos da Deso, que têm o trabalho reconhecido. "Os laboratórios são idôneos, e tem toda a credibilidade do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial). A equipe é capacitada e os equipamentos e procedimentos de medição de água são vistoriados pelo Instituto", revela.