Para Machado, tendência de João é crescer mais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O candidato a vice-prefeito José Carlos Machado
O candidato a vice-prefeito José Carlos Machado

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/08/2012 às 02:48:00

O candidato a vice-prefeito da coligação "Aracaju não pode esperar", José Carlos Machado, comentou a pesquisa de opinião realizada pela Exatta - Empresa de Pesquisas Técnicas Ltda, publicada no último domingo pelo Jornal do Dia, que aponta João Alves Filho na liderança absoluta, com 55% das intenções de voto, ressaltando que os números refletem a vontade do povo aracajuano em mudar a forma de administrar a capital.

Machado deixou claro que esse percentual ainda aumenta consideravelmente ao se considerar apenas o número de votos válidos. Nesse novo cenário, João atinge 67% dos votos, a indicar segura vitória do democrata já no primeiro turno.

Para o ex-deputado federal, a tendência é de que o candidato João Alves Filho cresça ainda mais, de acordo com os números da pesquisa, que foi registrada no TRE pela Exatta. Na pergunta estimulada sobre a tendência de voto do eleitorado, 72% dos entrevistados já consideram que João será o futuro prefeito da cidade. Na análise de Machado, muitos eleitores que indicam outro candidato como preferido devem mudar o voto e migrar para a candidatura de João ao observar que ele será o vitorioso, no fenômeno que se denomina de "voto útil". "Não se surpreendam se, no dia da eleição, João atingir a marca de 75% dos votos válidos", previu ele.

Caça ao voto - Apesar dos números serem favoráveis ao candidato que tem o apoio de um conjunto de partidos políticos, José Carlos Machado revelou que a principal pesquisa é feita no contato direto com o povo. "Vamos seguir na busca do voto que sempre falta para a conquista da vitória. Após conquistá-lo, vamos atrás de outro voto e, assim, a luta por mais um voto deve se caracterizar como permanente", assinalou o ex-deputado federal.

"Nunca presenciei uma aceitação tão grande do seu nome na capital sergipana", disse Machado sobre João.  Ele associa a grande liderança de João nas pesquisas ao forte sentimento de rejeição do eleitor às atuais administrações estadual e municipal. "A mesma pesquisa, lembrou  aponta que a maioria esmagadora do eleitorado reprova o governo Deda", disse.

Machado concluiu alegando que "o povo quer um prefeito de verdade, que resolva o caos no sistema de transporte, implante uma educação pública com qualidade, salve a saúde e devolva segurança às famílias. É por isso que de cada três eleitores, dois votam em João e um vota nos demais candidatos juntos. Elevando esse número para 100, quer dizer que 67% dos eleitores votam no negão e 37% ficam com os demais candidatos".