PM-SE libera charangas nos estádios de futebol

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O Presidente da FSF, Milton Dantas, se reuniu com o comando da Policia Militar, reivindicando o retorno das charangas aos estádios de futebol
O Presidente da FSF, Milton Dantas, se reuniu com o comando da Policia Militar, reivindicando o retorno das charangas aos estádios de futebol

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 08/07/2016 às 00:29:00

Atendendo a um pedido dos torcedores sergipanos, especialmente os torcedores do Confiança, o presidente Milton Dantas, da Federação Sergipana de Futebol (FSF), se reuniu na manhã desta quarta-feira 6, com o Comando Geral da Policia Militar de Sergipe. Na pauta da reunião, a liberação das charangas nos estádios de futebol do estado de Sergipe, especialmente a Arena Batistão.

Milton Dantas fez ver ao Coronel Marcony Cabral, que a presença das charangas nas praças esportivas traz uma nova motivação, levanta o astral do torcedor e transforma o futebol, na verdadeira festa que sempre foi e devem os espetáculos de futebol. Isso contribui decisivamente, para a presença de mais público aos estádios.

- Apresentamos uma exposição de motivos, com as devidas justificativas. Mostramos que a presença das charangas nas nossas praças de esportes é motivo de animação para o torcedor, quebrando o clima de velório. Desde quando sejam observadas algumas regras de segurança. O Coronel Marcony foi coerente com nossa solicitação e, para alegria dos torcedores, liberou a presença das charangas, condicionando a alguns procedimentos básicos, que devem ser seguidos rigorosamente, informou Milton Dantas.
Medidas de segurança - O primeiro critério segundo Milton Dantas, é que o número de componentes não pode ser superior a sete torcedores e esses, devem ser devidamente registrados na sede da FSF, através de uma relação, contendo identidade e CPF. Essa lista deve dar entrada no protocolo da federação, 48 horas antes da realização de cada partida.

Os instrumentos não podem conter adesivos, marcas, sinais, e seus membros não podem usa camisetas, bonés bandeiras, ou outros objetos que caracterizem torcidas organizadas. O acesso das charangas aos estádios deve acontecer com antecedência mínima de uma hora.
O presidente disse que inicialmente o problema estava resolvido e espera que os membros dessas charangas, sigam as normas determinadas pelo comando da PM, "para que a alegria das charangas retorne aos nossos estádios de futebol".
Participaram da reunião além do presidente Milton Dantas, o Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Marcony Cabral, o Coronel Lúcio Vasconcelos, Sub-comandante da PM-SE, o Tenente-Coronel Vivaldy Cabral, Comandante do Policiamento da Capital (CPMC) e o Major George da Silva Melo, Comandante do Grupo de Ações Táticas do Interior (GATI).