Adorável "ovelha negra"

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
PARA RITA LEE, \"QUANDO ENVELHECEMOS HÁ DOIS CAMINHOS A SEGUIR: O DA PERUÍCE E O DA FEITIÇARIA\". ELA É UMA FEITICEIRA...
PARA RITA LEE, \"QUANDO ENVELHECEMOS HÁ DOIS CAMINHOS A SEGUIR: O DA PERUÍCE E O DA FEITIÇARIA\". ELA É UMA FEITICEIRA...

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/08/2012 às 03:12:00

Sou apaixonado pela Rita Lee desde os tempos de Os Mutantes, a maior banda de rock made In Brazil de todos os tempos. Tenho todos os discos do trio assim como os da Rita em sua vitoriosa carreira-solo. Pioneira do rock brazuca, ela enfrentou censura, prisão e machismo. Ela passa incólume à prova do tempo. Agora mesmo está bombando na trilha sonora do folhetim global das nove, "Avenida Brasil" e não tem pra mais ninguém, vamos combinar.

Rita Lee viveu a revolução sexual e hoje, aos 65 anos, pode afirmar vitoriosa: "As mulheres já podem dar um tempo na reclamação, que a coisa até que está bacana para o lado dela". Para ela, "o talento pensante trabalha em silêncio e toma o poder". Não tem medo de nada, a não ser de avião, embora acredite em discos voadores. "Avião - ela já disse - é balão meteorológico".

Suas ações são urânicas: disco-show, disco-show ad infinitum. E ainda encontra tempo para oportunidades alternativas como filmes e novelas, programas de rádio, criação de livros infantis, o escambau.

Polêmica por natureza e convicção - como todo artista verdadeiro -, a Santa Rita de Sampa (também o título do seu disco de 1997), em uma de suas letras, fala: "Diga não às drogas / Mas seja educado, diga não obrigado".
Em uma de suas palpitantes entrevistas, ela disse: "No meu tempo, usar drogas era liberdade, hoje é prisão. Agora, a grande rebeldia é ser careta. A grande loucura é estar vivo".
Grande Rita Lee!