A tal da Nova MPB

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Na unha e no talo
Na unha e no talo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/07/2016 às 10:05:00

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Quem quiser conhecer a tal da Nova MPB tem uma grande oportunidade. A visita da banda '5 a seco', com dois discos já bem calejados no circuito independente na bagagem, apresenta toda a esperteza da cena que despontou há um bom par de anos: informação, balanço e alguma reverência aos principais valores musicais da música tupiniquim (pense nos picos artísticos da produção brazuca, independente de uma localização precisa no tempo). Tudo isso embalado a timbres de guitarra da hora, com carregado tempero indie.
O '5 a seco' é um coletivo musical de MPB formado em 2009 que já gravou dois CD's e um DVD, este último com participações especiais de artistas consagrados como Lenine, Maria Gadú e Chico César. O nome do grupo adianta sua formação: cinco músicos compositores desempenhando todos papel fundamental na banda. Sempre na unha e no talo.
Leo Bianchini, Pedro Altério, Pedro Viáfora, Tó Brandileone e Vinicius Calderoni respondem pelos dois discos do conjunto. O mais recente, Policromo (2014), assevera a competência dos músicos. Inteligência e balanço constantes. De resto, o som da banda está aberto a toda a sorte de influências, atirando para todos os lados. Às vezes dá caldo.

5 a seco em Aracaju:
28 de julho, 21 horas, no Teatro Atheneu