Ônibus que serve à PM circulava com documentação irregular

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/08/2012 às 14:54:00

Cândida Oliveira
candidaoliveira@jornaldodiase.com.br

Um ônibus que presta serviço à Polícia Militar de Sergipe foi apreendido na manhã de ontem  por policiais rodoviários federais, porque estava com o licenciamento vencido. O veículo levava policiais militares para trabalhar em Lagarto, distante 75 quilômetros da capital sergipana.

De acordo com o assessor de comunicação da PRF, Flávio Vasconcelos, a apreensão aconteceu nas proximidades do conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro. Na ocasião, os policiais rodoviários federais pararam o veículo e solicitaram a documentação, quando foi verificado que havia a irregularidade. "O veículo não poderia continuar circulando, então, foi necessário que a empresa enviasse novo veículo para transportar os policiais".

Ainda segundo Vasconcelos, não houve constrangimento entre as instituições. "Os próprios policiais apoiaram a ação da Polícia Rodoviária Federal", relatou o assessor.

Documentação - O assessor de comunicação da Polícia Militar, tenente-coronel Marcone, informou que, toda empresa que realiza o transporte de passageiros e presta serviço ao Governo do Estado deve estar com a documentação regularizada. "No contrato formalizado entre as partes, uma das exigências é que o licenciamento esteja em dia", informou.

Sobre a apreensão, ele afirmou que a direção do órgão deve corrigir o problema. "Caso a empresa não resolva a situação, podemos até quebrar o contrato", avisou.
Ele acredita que o problema aconteceu porque a empresa tem vários ônibus e que deve ter usado na manhã de ontem, 13, um dos veículos que possui problema na documentação.

Operação Padrão - A paralisação de 3h organizada pela Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais, que aconteceu em todo o país, com o objetivo de obter aumento salarial e melhores condições de trabalho, irá ter desdobramento.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais em Sergipe, inspetor Dovercino Neto, a categoria se reunirá em assembleia a fim de deliberar sobre a possibilidade de uma greve a partir do dia 20 de agosto. O encontro aconteceu na noite de ontem, dia 13. Em todos os Estados brasileiros os policiais rodoviários federais se reuniram. Até o fechamento dessa edição, os policiais não haviam definido se param as atividades. Se aprovada, essa será a primeira greve geral dos agentes em 77 anos de existência da PRF.

Se os 130 policiais rodoviários federais pararem as atividades em Sergipe, alguns serviços deixam deixarão de ser prestados, como atendimento de ocorrência, liberação de veículo e de documentos, entre outras coisas.