Milton Dantas defende atual formato da Copa do Nordeste

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente da FSF, Milton Dantas, luta pelo atual formato da Copa do Nordeste que democratiza a competição regional
O presidente da FSF, Milton Dantas, luta pelo atual formato da Copa do Nordeste que democratiza a competição regional

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/07/2016 às 01:32:00

Um movimento pelas equipes do Bahia e Sport-Pe começa a ganhar corpo entre os grandes clubes do Nordeste. A ideia é se criar uma nova liga, com apenas 12 grandes equipes em prejuízo das pequenas equipes na região. O presidente da Federação Sergipana de Futebol (FSF), Milton Dantas participou de uma reunião em Salvador, em defesa das equipes do Nordeste.  Nesta terça-feira aconteceu uma reunião em Recife, liderada pelo Bahia e Sport/PE, com alguns clubes,
- Não podemos permitir que isso aconteça. Existe um contrato firmado entre as equipes fundadoras da Liga do Nordeste que abriram mão de uma multa da Rede Globo, para a sobrevivência da Copa do Nordeste. E o resultado é o sucesso da competição. Repudiamos a atitude desses dirigentes que querem acabar com a atual configuração da competição, informou Milton Dantas.   
A ideia é criar uma competição com 12 equipes na primeira divisão e se criaria uma segunda divisão, para as equipes de menor porte. Tudo isso vai de encontro ao que existe formalizado e em vigor.   
- Hoje temos um contrato para realização do evento, envolvendo as Federações, os clubes, a Liga e a CBF. Para a Copa do Nordeste, o critério de participação é o técnico. A proposta deles é fundar uma nova entidade com 12 clubes e só vai participar os melhores do ranking nacional, ficando excluídas as agremiações menores. Tem estado que vai ficar fora, com esse projeto, que não vai vingar. Sergipe por exemplo eles prometem a Primeira Divisão, mas o Itabaiana ficaria na Segunda Divisão. Isso nós não vamos permitir, repudia Milton Dantas.
O presidente Milton Dantas se propõe até assumir todas as  despesas e realizar uma reunião em Aracaju para mostrar a força que as demais equipes detém inclusive junto à CBF que é contraria ao movimento dessas equipes na formação de uma nova liga.  
Para o presidente da FSF Milton Dantas, isso não pode acontecer. As Federações defendem atual formato para indicações dos clubes de cada estado, ou seja, campeão e vice dos estaduais.
 "Essa é a terceira reunião que os dirigentes desses clubes estão fazendo, e o pior, passando por cima da autonomia das Federações e da própria Liga do Nordeste", concluiu Dantas, acrescentando que vem participando dos encontros Bahia e Vitória, Sport, Náutico e Santa Cruz, Ceará e Fortaleza.