João deixa aliados desesperados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/08/2016 às 02:01:00

Historicamente João Alves Filho (DEM) só define o seu vice e fecha coligação no último dia do prazo para convenção partidária. Ele faz suspense até o fim, inclusive, sem dizer que é candidato, mas termina registrando candidatura majoritária a cada eleição.
Nas eleições deste ano JAF está deixando de cabelo em pé os vereadores da base aliada e o vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB). Isso porque estamos a quatro dias do encerramento do prazo para convenção partidária e o prefeito caminha para não disputar a reeleição, não conversa com aliados e fica protelando a sua posição política.

Ontem, às 10h, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), estava marcada uma entrevista coletiva à imprensa para ele anunciar sua decisão sobre o pleito. A expectativa era que declarasse que não disputaria a reeleição e que apoiaria a chapa Robson Viana (PEN) prefeito e Juvêncio Oliveira (DEM) vice.
Somente uma hora antes da coletiva, às 9h, João Alves iria comunicar aos vereadores essa sua posição. Não seria uma reunião para discutir a sua decisão de não ser candidato, mas apenas para informá-los antes da imprensa.

Como vazou antes a sua provável decisão de não mais ser candidato e teve um descontentamento grande dos aliados, João Alves suspendeu a coletiva para tentar assentar a poeira.
Os mais angustiados são os vereadores e pré-candidatos pelo PSDB e PEN, pois querem uma definição majoritária para fechar as coligações proporcionais. Sem falar no vice-prefeito Machado, que está sendo alijado do processo sucessório sem nenhuma conversa.

Esse descaso do prefeito só agravou a sua relação política com os seus vereadores.  Relação essa que não vem boa há muito tempo, uma vez que não recebe e nem conversa com os vereadores da bancada há tempos e, para completar, nomeou Carlos Batalha como presidente da Emurb, com poderes na Secom e outros órgãos municipais. O descontentamento dos vereadores sobre Batalha é porque tem um filho pré-candidato a uma cadeira na Câmara Municipal.

O quadro político 1
Após perder alguns vereadores no processo de janela partidária, o prefeito João Alves (DEM) contava ainda com 14 parlamentares da sua coligação. Hoje só tem nove com a saída do PRTB (Ivaldo José, Anderson de Tuca e Augusto do Japãozinho) e PR (Adelson Barreto Júnior e Agnaldo Feitosa) para a coligação do pré-candidato Valadares Filho (PSB).

O quadro político 2
João Alves está para perder mais um partido e três vereadores: o PSDB. Os vereadores tucanos Jailton Santana, Manuel Marcos e Adriano Taxista querem agora apoiar Valadares Filho, pelo fato do prefeito estar desistindo da sua reeleição, excluir o PSDB da chapa majoritária com a retirada do vice José Carlos Machado e não ter tido nenhuma conversa com os tucanos sobre o processo sucessório .

O quadro político 3
Ontem pela manhã os três vereadores se reuniram e tomaram a decisão de não mais esperar por uma posição do prefeito, mediante a proximidade do prazo final da convenção e da necessidade de formação de uma coligação proporcional. À tarde os tucanos tiveram uma conversa com o senador Eduardo Amorim, no seu escritório político no Bairro Luzia.

O quadro político 4
O próprio vice-prefeito José Carlos Machado, presidente do Diretório Municipal do PSDB, já tinha declarado que se ficasse de fora da chapa majoritária não apoiaria a reeleição de João Alves. O presidente do Diretório Estadual, Zé Franco, também chegou a declarar que só manteria o acordo para os tucanos apoiarem o DEM se Machado estiver na chapa. Zé é simpático a Valadares Filho, com quem tem parceria em Nossa Senhora do Socorro, onde é pré-candidato a prefeito.

O quadro político 5
Se confirmando a saída dos três vereadores tucanos do seu agrupamento, João Alves só passa a contar, por enquanto, com seis vereadores: Vinícius Porto e Renislon Félix, do DEM; Roberto Moraes, do SD; Daniela Fortes, do PEN; Valdir dos Santos, do PTdo B; e Agamenon Sobral, do PHS.  

Pode não
ser candidato
Informações chegadas à coluna dão conta que o deputado estadual Robson Viana (PEN) não estaria muito animado para ser o candidato de João Alves a prefeito de Aracaju, tendo como vice o ex-vereador Juvêncio Oliveira (DEM). Ontem pela manhã ele teve mais uma conversa com o governador Jackson Barreto (PMDB), que permanece aliado e muito próximo.

Com o PPS
Jackson também conversou com o presidente estadual do PPS, Clóvis Silveira, sobre a possibilidade do partido vir a apoiar o seu pré-candidato Edvaldo Nogueira (PCdoB), mediante a provável desistência do prefeito em não disputar a reeleição. Na sexta-feira passada, Edvaldo e o militante do PPS, Marcos Aurélio, conversaram com Clóvis. Essa possibilidade não está descartada.

Otimista
O deputado estadual afastado, Augusto Bezerra (DEM), disse ontem à coluna que acredita que João Alves pode voltar atrás e vir a disputar a reeleição. A razão da sua confiança é que o prefeito chamou o marqueteiro de fora, o Arturo, para uma avaliação da sua reeleição e ele já se encontra em Aracaju. "Se o conheço bem, ele vai dizer para Dr. João ser candidato", avalia esperançoso.

Ponto de vista
Para Augusto, se o prefeito João Alves não for candidato vai prejudicar os vereadores dos partidos aliados. Defende que JAF seja candidato tendo Machado como vice. "Gosto de Robson, tenho respeito por ele. Mas é melhor manter a chapa, é menos problema", afirmou, enfatizando que vereadores não aceitam o nome de Robson.

Convenções
pelo interior 1
O final de semana foi de várias convenções partidárias no interior do estado. No sábado, teve convenção do PSC em Pirambu, com a homologação do nome de Elinho Martins para disputar a reeleição. Aconteceu convenção do PMDB em Tobias Barreto, com a homologação do nome do ex-prefeito Diógenes Almeida para disputar a prefeitura; e do PMDB em Divina Pastora, com o registro do nome de Cabelinho para prefeito.

Convenções
pelo interior 2
Também no sábado, ocorreu convenção do PSDB em Umbaúba com a homologação do nome do prefeito Zé de Francisquinho para disputar a reeleição. Teve também do DEM em Carmópolis, quando foi homologado o nome de Wolney Leite como candidato a prefeito. Assim como do PMDB em Feira Nova, como o registro do nome de Elenaldo para prefeito.

Convenções
pelo interior 3
No domingo teve convenção do PR em Itabaiana, com o prefeito Valmir de Francisquinho tendo seu nome homologado como candidato à reeleição. Foi realizada a do PR em Laranjeiras, com a homologação do nome do ex-prefeito Paulo da Varzinhas para prefeito da cidade, que vai enfrentar o prefeito Juca de Bala (PMDB), que teve seu nome homologado na convenção do seu partido no sábado.

Convenções
pelo interior 4
Ainda no domingo ocorreram várias convenções do PMDB. Em São Francisco, teve a homologação de Ailton Nascimento como candidato a prefeito; em Malhador, a da prefeita Elayne para a reeleição; em Nossa Senhora Aparecida, a confirmação do nome da prefeita Vera para disputar a reeleição; em São Miguel do Aleixo, o nome homologado foi o de Edvaldo Rocha para prefeito; em Santana do São Francisco, foi registrado o nome de Ailton Nascimento como prefeito.

Convenções em Japaratuba
No domingo, o PSC fez sua convenção para homologar o nome da ex-prefeita Lara Moura para disputar nova eleição este ano. O PTN também realizou sua convenção, onde foi homologado o nome do ex-prefeito de Capela, o Sukita, como candidato a prefeito no município de Japaratuba. No sábado foi realizada a convenção do PMDB, que homologou o nome do prefeito Hélio Sobral como candidato a reeleição.
Convenção
em Lagarto
Na manhã de ontem o PSC de Lagarto realizou sua convenção partidária. Os nomes do deputado estadual Valmir Monteiro (PSC) e Hilda Ribeiro (PRP) foram homologados como candidatos a prefeito e vice, respectivamente. Eles devem ter como adversários o ex-prefeito Jerônimo Reis (PMDB), que pode ter o ex-prefeito Zezé Rocha como vice. Até sexta o PMDB deve fazer sua convenção no município.

Convenção em
Poço Redondo
No domingo, em Poço Redondo, Ivan Rosa (DEM) homologou seu nome como candidato a prefeito tendo como vice  Júnior Bitoja (PSD). A convenção foi prestigiada pelo líder política de Santa Rosa do Ermírio, João Torres. Ivan tem o apoio do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), do ex-deputado estadual Jorge Araújo (PSD), do senador Eduardo Amorim (PSC) e do deputado federal André Moura (PSC). Integram a sua coligação o DEM/PSD/PTdoB/PHS/PSL/PRP/PV. Ivan e Bitoja vão disputar a eleição tendo como adversários Alex Sport (PSB) e Pinho de Santa Rosa(PMDB), que são os candidatos do prefeito Zé Roberto (PT) e do ex-prefeito Frei Enoque. Assim como Dr. Júnior Chagas (PRB), que terá como vice Manuel.

Veja essa...
Psol realiza hoje, às 19h, a sua convenção partidária, debaixo da ponte do Bairro Industrial. A professora Sônia Meire deve ter o seu nome homologado como candidata a prefeita. Já Demétrio Varjão (do Movimento Não Pago) e Linda Brasil (militante do Movimento LGBT) vão ter seus nomes homologados com candidatos a vereador.

Curtas
O governador Jackson Barreto (PMDB) e o deputado federal Fábio Reis (PMDB) prestigiaram várias convenções do partido realizadas no final de semana no interior.

O senador Eduardo Amorim (PSC) e o deputado federal André Moura (PSC) também prestigiaram várias convenções do partido e de outras legendas aliadas também no interior do estado.

Começou ontem os trabalhos legislativos do segundo semestre deste ano na Assembleia Legislativa. A novidade foi a presença da deputada Conceição Vieira (PT), que assumiu no lugar de Luciano Bispo (PMDB), que teve o mandato cassado.
Conceição declarou ontem que estava feliz em retornar a Assembleia e que vai identificar os anseios do povo e apresentar projetos na Casa.

O novo presidente da Assembleia, deputado Garibaldi Mendonça (PMDB), disse que era um desafio presidir a Alese e não escondeu que sempre almejou estar à frente do Poder Legislativo. Pediu o apoio dos colegas na nova empreitada.

João Alves deixou os aliados doidos ontem. Até o fechamento da coluna, às 20h45, ele não tinha conversado com ninguém sobre o que decidiu da vida.

Trocando em miúdos, João Alves - que caminhava para ir para a reeleição numa coligação DEM/PSDB/PPS/PHS/SD/PEN/PV/PTdoB - vai acabar implodindo a sua base aliada...
Ela começou a ser esfacelada com a decisão do bloco político do senador Eduardo Amorim (PSC) e do deputado federal André Moura (PSC) de apoiar a pré-candidatura de Valadares Filho (PSB), sendo acompanhado por vereadores do PRTB e PR...