Saúde tem parceria da UFS no combate à sífilis

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/08/2012 às 14:59:00

A luta contra a sífilis em Sergipe ganha a aliança de um time formado por 10 estudantes do sexto período de medicina da Universidade Federal de Sergipe (UFS). A iniciativa de integrar as ações do programa Estadual de DST/AIDS, da Secretaria de Estado da Saúde (SES), foi dos próprios estudantes.
A problemática da sífilis foi discutida com os estudantes, na tarde de ontem, para que eles possam trabalhar com grupos de pessoas vulneráveis, que são homens, mulheres e as gestantes de baixa renda.

Na luta - Para o gerente do programa DST/AIDS, Almir Santana, a iniciativa aproxima mais a universidade da SES. "Atualmente temos ações isoladas com alguns professores. Esse trabalho conjunto envolve e amplia a participação desses futuros médicos na luta ontra as DST/AIDS no estado", disse Almir Santana.

O estudante Curte Neto analisa o trabalho como uma forma de agregar conhecimentos em sua formação acadêmica. "Esse trabalho vai agregar a experiência de trabalhar em comunidade com a participação direta da população. Isso agrega o currículo escolar e, de todas as formas, eu e meus colegas sairemos ganhando junto com a população e o Estado de Sergipe", disse o estudante.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Silvio Santos, a iniciativa ainda trará mais um desafio para os estudantes. "Esses estudantes terão noção da dimensão da saúde pública, dos serviços do Sistema Único de Saúde e, principalmente, da importância das ações de prevenção e promoção em saúde", afirmou.