Repasses federais sofrem redução

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/08/2012 às 15:05:00

Os repasses dos fundos constitucionais, FPE e FPM, para Sergipe, sofreram redução no mês de julho passado. É o que informa o Boletim Sergipe Econômico, elaborado numa parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies) e do Departamento de Economia da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Segundo dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o repasse do FPE chegou a R$ 133,1 milhões, com reduções de 25,3%, em relação a maio deste ano, e 10,6%, em relação a julho do ano passado. Ambas as variações são em termos nominais, ou seja, não levam em conta o efeito da inflação. De janeiro a julho deste ano, já foram repassados, referentes ao FPE, R$ 1,2 bilhão, sendo 5,3% maior que o valor repassado no mesmo período do ano passado.

A transferência do FPM também sofreu redução na comparação mensal (junho/2012) e anual (julho/2011) de 25,3% e 8,4%, respectivamente. O repasse do FPM, em julho, atingiu mais de R$ 50 milhões. No ano, o total transferido já superou R$ 470 milhões.

A transferência relativa ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), destinado à manutenção da educação básica, foi de R$ 34,8 milhões, decrescendo 13,1%, em relação ao mês anterior. Quando comparado com a transferência de julho do ano passado, houve alta de 2,7%. Todas as variações são em termos nominais.

O Boletim Sergipe Econômico também informa que a transferência da CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que incide sobre a importação e comercialização de combustíveis, ficou em R$ 2,9 milhões, situando-se 43,4% abaixo do repasse de julho do ano passado.