Seleção feminina encara a Suécia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A Seleção Brasileira de futebol feminino treinou bem e está pronta  para o segundo encontro, hoje contra a Suécia
A Seleção Brasileira de futebol feminino treinou bem e está pronta para o segundo encontro, hoje contra a Suécia

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/08/2016 às 08:07:00

A Seleção do Brasil de Futebol Feminino está pronta para a segunda partida na Olimpíada, na busca do inédito ouro olímpico. Na manhã desta sexta-feira 5, antes de o treino começar no Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do Flamengo, no Rio de Janeiro, o técnico Vadão reuniu suas jogadoras e sua comissão técnica para um recado: pediu concentração total para o jogo contra a Suécia.
Depois da estreia contra a China, vencida com um futebol muito organizado e habilidoso por 3 a 0, Vadão quis colocar "os pés de suas jogadoras no chão", pois aquele fora apenas o primeiro passo. Após a conversa, foi hora de treinar. Todas as jogadoras realizaram um trabalho físico com o preparador físico, Fábio Guerreiro. Em seguida, as atletas que atuaram na partida contra as chinesas foram descansar, enquanto as demais realizaram um treino de finalização.
O confronto contra as suecas, neste sábado 6, é válido pela segunda rodada do Grupo E no torneio de futebol feminino dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O Brasil lidera o grupo com três pontos e três gols de saldo; a Suécia vem em segundo, com os mesmos três pontos e um de saldo; África do Sul e China ainda não pontuaram.
Com possibilidade de garantir uma classificação antecipada, a seleção brasileira feminina de futebol enfrenta a Suécia, neste sábado, 6 de agosto, em partida pela segunda rodada do grupo E dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. O duelo tem início marcado para 22h (horário de Brasília), no estádio Nilton Santos, o Engenhão.
Classificação antecipada - Uma vitória seria o suficiente para assegurar a classificação ao Brasil. Dependendo do resultado do jogo entre África do Sul e China, marcado para o mesmo estádio, às 19h00, até um empate pode servir para essa finalidade.
O time ganhou moral com uma boa exibição na estreia. Na quarta-feira, também no Engenhão, marcou 3 a 0 nas chinesas. Teve domínio completo do jogo, ainda que tenha chegado à vitória por ampla margem devido às falhas individuais da goleira asiática.
Podendo jogar sem maiores compromissos, a Seleção Brasileira tende a apresentar um futebol de melhor qualidade. Marta, que levou uma entrada forte no jogo contra as chineses, não é problema. A melhor jogadora do Brasil, que até foi poupada dos últimos minutos da partida de estreia sendo substituída por Débora, está confirmada para o próximo duelo.
Suécia adversária forte - As suecas também confirmaram seu favoritismo na estreia. Derrotaram a África do Sul, por 1 a 0. Não deixaram, todavia, a mesma boa impressão das brasileiras. Bem que tentaram pressionar no início da partida. Porém, apesar de contar com a posse de bola durante a maior parte do tempo, foram incapazes de criar boas chances de gol na primeira etapa.
Fechada na defesa e usando dos contra-ataques, a África do Sul chegou a ameaçar seriamente a equipe europeia. Na segunda etapa, presenteada com um gol em uma falha da goleira Barker e com a contusão da mais perigosa atacante adversária, Nogwanya, que precisou ser substituída, a Suécia apenas administrou a vantagem.