Tite estreia na seleção contra o Equador

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O técnico Tite marca a estreia de sua era na Seleção Brasileira  esta noite contra o Equador, em Quito
O técnico Tite marca a estreia de sua era na Seleção Brasileira esta noite contra o Equador, em Quito

Jogadores do Brasil fizeram o último treino em Quito, mas o  treinador Tite mantém certo sigilo sobre a equipe
Jogadores do Brasil fizeram o último treino em Quito, mas o treinador Tite mantém certo sigilo sobre a equipe

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/09/2016 às 00:59:00

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br

O Brasil, agora sob o comando de Tite, tentará se recuperar nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo da Rússia-2018, nesta quinta-feira contra o Equador na altitude de Quito, após dois anos de decepções e um futebol medíocre.
Adenor Leonardo Bacchi, o Tite, tem como missão restaurar o orgulho da seleção, no fundo do poço após os seguidos fracassos e uma gestão desastrosa do demitido Dunga.O último grande fiasco: eliminação na fase de grupos da Copa América do Centenário, em junho.
Para retomar o caminho da vitória, Tite não deixou nada ao azar. A seleção chegou no domingo em Quito, quatro dias antes da partida contra o Equador."Tomamos a decisão de chegar mais cedo, para nos adaptarmos melhor à altitude. A bola rola com mais velocidade, o que complica as coisas e em alguns momentos da partida, quando você acelera, você tem dificuldade para se recuperar", explicou o volante Giuliano.
Com apenas duas vitórias, três empates e uma derrota na campanha de classificação à Copa do Mundo, o Brasil precisa vencer. Com 9 pontos, ocupa a 6ª colocação das eliminatórias, quatro pontos a menos que os líderes Uruguai e o próprio Equador.
 Mudanças táticas -Somente as quatro primeiras equipes das eliminatórias garantem classificação ao Mundial-2018, o quinto colocado precisando passar por uma repescagem contra uma equipe da Oceania.Por enquanto, é difícil identificar o método Tite de trabalho, de tanto sucesso no Corinthians, no qual sua equipe brilhava por um conjunto muito organizado e sem grandes estrelas.
Fiel aos conceitos adquiridos na equipe paulista, Tite convocou alguns de seus ex-jogadores, claramente preocupado em trazer peças que possam rapidamente se encaixar no esquema preferido.Assim, jogadores que perderam espaço ou nunca convocados antes ganharam uma chance logo na primeira convocação, como o volante Paulinho, atualmente no futebol chinês, ou o lateral Fagner, atleta de Tite no Timão.
O provável time do Brasil para enfrentar o Equador esta noite em Quito é: Alisson; Daniel Alves, Geromel, Gil e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Willian, Renato Augusto e Neymar; Gabriel.