Câmara presta homenagem aos 70 anos do Sesc

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Aspecto da sessão que homenageou  os 60 anos do Sesc
Aspecto da sessão que homenageou os 60 anos do Sesc

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/09/2016 às 11:52:00

A Câmara Municipal de Aracaju realizou na manhã de ontem, 12, sessão especial em homenagem aos 70 anos de criação do Serviço Social do Comércio - Sesc, entidade mantida e administrada pelos empresários do comércio, bens, serviços e turismo, com a finalidade de proporcionar bem-estar e qualidade de vida aos comerciários, sua família e sociedade em geral através de suas áreas de atuação: educação, saúde, cultura, lazer e assistência.
Na abertura da solenidade o vereador Roberto Morais, autor do requerimento, destacou o trabalho de grande alcance social promovido pela instituição em Sergipe e o reconhecimento da sociedade, mediante as inúmeras ações e projetos de valorização, voltados aos trabalhadores do setor terciário.
O presidente do Sistema Fecomércio - Sesc e Senac - , Laércio Oliveira, manifestou sua satisfação em dirigir a entidade em Sergipe e comemorar data tão significativa junto aos colaboradores, conselheiros, ex-funcionários e dirigentes da casa.
Laércio elencou os benefícios oferecidos diariamente pela instituição, a exemplo dos serviços de odontologia, nutrição, desenvolvimento físico e esportivo, turismo, educação formal, educação complementar, alfabetização de jovens e adultos, trabalho social com idosos, crianças e adolescentes; incentivo a leitura e à cultura, em suas diversas linguagens.
O presidente também destacou a obra de reforma e ampliação do Sesc Atalaia, um dos maiores equipamentos de lazer e de hospedagem da cidade e as futuras instalações da instituição no centro comercial de Aracaju e no município de Itabaiana. "Nossas ações propagam princípios humanísticos e oferecem serviços que fortalecem o exercício da cidadania e contribuem para o desenvolvimento socioeconômico e cultural do país", disse Oliveira, ressaltando o trabalho do programa Mesa Brasil, rede de combate à fome e o desperdício de alimentos, presente em todos os estados, cuja missão é ser uma ponte que recolhe onde sobra e distribui aonde falta.
O vereador Lucas Aribé, coautor do requerimento, expressou a felicidade de poder homenagear o Sesc e disse o quanto é importante a criação da instituição para todos os brasileiros, diante da magnitude de sua obra, fundamentada ainda na década de 40, num período pós-guerra e de grandes transformações no país.
A Camerata do Sesc, formada por 50 jovens violinistas do projeto Roda da Vida, apresentou dois números do cancioneiro popular, emocionando o público com tantos talentos musicais, ratificando mais uma vez o trabalho histórico da instituição nos seus 70 anos de atuação nacional.