Alese homenageia Sesc pelos 70 anos de serviços prestados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Aspecto da sessão na Assembleia Legislativa
Aspecto da sessão na Assembleia Legislativa

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/09/2016 às 00:29:00

Os 70 anos do Serviço Social do Comércio (Sesc) foram lembrados ontem (13) no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), durante Sessão Especial."Fui incubido para que eu pudesse falar na tribuna da Assembleia Legislativa sobre os 70 anos do Sesc, entidade que presta serviço brilhante na área da Saúde, da Educação, da Cultura e Área Social. O Sesc tem quatro gabinetes odontológicos espalhados em todo o Estado de Sergipe, inclusive em comunidades carentes que certamente teriam dificuldade imensa de ter acesso a um tratamento dentário especializado", ressaltou o deputado Gilson Andrade.

O parlamentar destacou a importância do Sesc para os comerciários e familiares. "Ano passado foram mais de 60 mil famílias atendidas pelo Sesc. Não é fácil sobreviver diante das turbulências, das crises financeiras e econômica e o Sesc se mantém ativa, prestando um relevante serviço não só aos comerciários mas também aos seus familiares", completa reivindicando uma unidade do Sesc no município de Estância.

De acordo com o presidente exercício do Sesc/Sergipe, Hugo Lima França, o momento é de muita felicidade. Ele representou o presidente, deputado federal Laércio Oliveira, que se encontra em Brasília."Uma instituição completar 70 anos trabalhando em prol da classe comerciária, levando serviços de excelência é motivo de muita comemoração.Eu acho um momento especial, num país de tanta turbulência ainda ter um sistema que funcione, que é o Sesc. Estou muito feliz no dia de hoje, Deus está me dando a oportunidade de participar desse momento", destaca.

O Sesc foi criado em 13 de setembro de 1946 como uma instituição destinada a promover uma vida mais digna aos trabalhadores do comércio e seus dependentes. A ideia era oferecer ações que pudessem melhorar a qualidade de vida dos empregados e facilitar os meios para seu aperfeiçoamento cultural e profissional.

A primeira unidade surgiu no Rio de Janeiro, no bairro do Engenho de Dentro, com oferta de assistência a maternidade, infância e combate a tuberculose. De lá pra cá, as ações se multiplicaram, dentro de um estudo constante guiado pelas necessidades de seus mais diversos públicos e suas características regionais.
Em Sergipe, foi implantado em 15 de janeiro de 1948, como Delegacia Regional. Atualmente oferece bens e serviços, por meio dos seus diversos projetos a exemplo do Mesa Brasil, Sesc Ciência, Sescanção e Brincando nas Férias.