Campanha para salvar o Confiança

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Presidente do Confiança diz que não é candidato à reeleição  e pede ajuda para salvar o time proletário
Presidente do Confiança diz que não é candidato à reeleição e pede ajuda para salvar o time proletário

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/09/2016 às 01:08:00

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br

Passados os momentos de euforia pela vitória contra o Salgueiro e a consequente permanência na Série C na próxima temporada, o torcedor proletário volta a viver a realidade do clube que não é das melhores. Pior seria com o rebaixamento.
Nesta terça-feira 20, o presidente Luís Roberto voltou a falar à imprensa sergipana e em tom de despedida abriu o jogo e falou da situação de penúria da equipe e solicitou mais uma vez o apoio do torcedor proletário.
Luís Roberto falou da batalha que teve este ano à frente da equipe, das dificuldades enfrentadas durante toda a temporada, não escondeu os erros cometidos pela diretoria nas inúmeras contratações que não deram certo, mas mostrou também a sua indignação com uma parte da torcida que só sabe criticar, cobrar e muita das vezes nem comparece aos estádios para ajudar ao clube.
O presidente disse que este seria o seu ultimo ano à frente da equipe e que as eleições que devem ser realizadas no mês de outubro ou novembro, não terão o seu nome em nenhuma das chapas concorrentes.
- Vou autorizar ao conselho do Confiança publicar edital abrindo as inscrições. Com certeza não serei candidato, pois minha parcela de colaboração ao Confiança foi dada nesse longo período que estiver à frente da equipe. Abrirei espaço para que outros possam também prestar a sua coloração ajudando ao clube.
O presidente não escondeu a difícil situação financeira do clube. "A folha de pagamento dos funcionários está atualizada. Não devemos nada ao pessoal administrativo. Porém, estamos com uma folha e meia para pagar aos atletas e comissão técnica. Por isso mais uma vez peço o apoio e a colaboração dos torcedores", queixa-se Luís Roberto.    
A Confraria do Dragão, um grupo de torcedores que sempre chega junto nas horas mais difíceis, abriu uma campanha para salvar do Dragão. "O torcedor que quiser colaborar deposita qualquer importância acima de R10, 00 na agência 055, do Banese conta corrente 03-1006342". Tudo que for depositado nessa conta será revertido em favor do pagamento dos atletas proletários que dentro de campo se empenharam para salvar a equipe e hoje estão com salários ainda por saldar.