Maria do Carmo lamenta falta de segurança

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/08/2012 às 17:15:00

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) voltou a lamentar o estado de calamidade vivido pela população sergipana, especialmente, no que se refere à insegurança. "A violência e a falta de ação para combatê-la está deixado o povo aterrorizado. Os números da violência não são invenções", afirmou a senadora, ao apelar por uma ação mais eficiente dos poderes públicos.

Para a senadora, a difícil situação é registrada em todo o Estado. "Recente estudo mostrou que mais de 60% dos cidadãos têm medo de sair à noite, em Aracaju. No interior, o quadro também é calamitoso. São roubos e pequenos furtos registrados, e a população à mercê da própria sorte. É preciso ação mais enérgica por parte do poder público. A capital e o Estado estão perdendo a condição de locais tranquilos e seguros", reclamou Maria.
Em um final de semana, citou Maria do Carmo, o Instituto Médico Legal (IML) registrou sete assassinatos. As informações passadas, pela própria comunidade, segundo a parlamentar, é que falta polícia para atender as demandas. Tem municípios que dispõe apenas de um policial para atender a Delegacia e correr para acompanhar as diligências na rua.

"Além de ser subumano essa condição imposta ao policial, a população sofre o reflexo, pois sozinho ele não tem como dar conta de todos os problemas que aparecem", observou a senadora democrata, lembrando que sempre ouve os reclamos e tem, dentro das suas possibilidades, atendido as reivindicações que lhe chegam.