Duda Lisboa está entre as "feras" do vôlei mundial

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/10/2016 às 00:33:00

 

A sergipana Duda Lisboa foi relacionado em eleição da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). A entidade promove a eleição dos destaques do ano no voleibol mundial, tanto no masculino como no feminino e a sergipana, fenômeno precoce nesse esporte, foi eleita como "a novata do ano". 
Isso significa dizer, que entre as jogadoras que iniciaram o Circuito Mundial na temporada, Duda foi o principal destaque. O resultado foi divulgado nesta sexta-feira, 21 e foi dominado por atletas brasileiros e internacionais, que foram indicados a 22 honrarias.
Os melhores - Bruno Schmidt, campeão olímpico dos Jogos do Rio de Janeiro, em agosto, foi eleito pelo segundo ano consecutivo, o melhor jogador do Circuito Mundial. O Brasil dominou com nove honrarias entre as 22 oferecidas aos atletas.
Além de Bruno Schmidt - que venceu três categorias -, também foram premiadas as brasileiras Duda Lisboa (melhor novata), Larissa (melhor levantamento e melhor jogadora ofensiva), Guto (melhor novato), Evandro (melhor saque) e Alison (melhor ataque). Os votos são dados por atletas, treinadores, técnicos e diretores.
A sergipana Duda Lisboa, de apenas 18 anos, foi eleita a "novata do ano" e vem escrevendo seu nome na história do tour. Única tricampeã mundial Sub-19 da história, a jovem também venceu em 2016 o Mundial Sub-21 e duas etapas 'adultas' do Circuito Mundial: os Opens de Maceió (AL) e Fortaleza (CE). Em 2017 ela jogará ao lado da vice-campeã olímpica Ágatha.
"Fico muito feliz pelo reconhecimento. Esta eleição é feita pelo voto dos próprios atletas e significa que estou no caminho certo. Agora, a responsabilidade vai aumentar para o próximo ano. A parceria com a Ágatha vai trazer outra energia, ela também fez uma grande temporada e iremos rodar o circuito todo. É bom saber que meu trabalho está sendo reconhecido", disse a sergipana de apenas 18 anos, completados em agosto.

A sergipana Duda Lisboa foi relacionado em eleição da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). A entidade promove a eleição dos destaques do ano no voleibol mundial, tanto no masculino como no feminino e a sergipana, fenômeno precoce nesse esporte, foi eleita como "a novata do ano". 

Isso significa dizer, que entre as jogadoras que iniciaram o Circuito Mundial na temporada, Duda foi o principal destaque. O resultado foi divulgado nesta sexta-feira, 21 e foi dominado por atletas brasileiros e internacionais, que foram indicados a 22 honrarias.

Os melhores - Bruno Schmidt, campeão olímpico dos Jogos do Rio de Janeiro, em agosto, foi eleito pelo segundo ano consecutivo, o melhor jogador do Circuito Mundial. O Brasil dominou com nove honrarias entre as 22 oferecidas aos atletas.

Além de Bruno Schmidt - que venceu três categorias -, também foram premiadas as brasileiras Duda Lisboa (melhor novata), Larissa (melhor levantamento e melhor jogadora ofensiva), Guto (melhor novato), Evandro (melhor saque) e Alison (melhor ataque). Os votos são dados por atletas, treinadores, técnicos e diretores.

A sergipana Duda Lisboa, de apenas 18 anos, foi eleita a "novata do ano" e vem escrevendo seu nome na história do tour. Única tricampeã mundial Sub-19 da história, a jovem também venceu em 2016 o Mundial Sub-21 e duas etapas 'adultas' do Circuito Mundial: os Opens de Maceió (AL) e Fortaleza (CE). Em 2017 ela jogará ao lado da vice-campeã olímpica Ágatha.

"Fico muito feliz pelo reconhecimento. Esta eleição é feita pelo voto dos próprios atletas e significa que estou no caminho certo. Agora, a responsabilidade vai aumentar para o próximo ano. A parceria com a Ágatha vai trazer outra energia, ela também fez uma grande temporada e iremos rodar o circuito todo. É bom saber que meu trabalho está sendo reconhecido", disse a sergipana de apenas 18 anos, completados em agosto.