Taxista clandestino é flagrado com 17 quilos de maconha

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/10/2016 às 09:55:00

Agentes do Complexo de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (COPE) realizaram a prisão do taxista clandestino José Lins Baptista Junior, 52 anos. Ele foi preso no município de Areia Branca, transportando 17 quilos de maconha e diversas munições calibre 9mm que seriam levados para a capital sergipana.

Segundo a delegada Mayra Moinhos, responsável pelo caso, a prisão ocorreu após o recebimento de denúncias, informando que o suspeito estaria fazendo o transporte da droga a pedido de um detento custodiado no presídio de Tobias Barreto. “Recebemos a informação de que ele estaria transportando cerca de 15 quilos de drogas do município de Itabaiana para Aracaju. De posse das informações sobre a identificação dele e do veículo utilizado, nossas equipes realizaram diligências, momento em que o indivíduo foi localizado e abordado na entrada de Areia Branca”, esclarece ela.

Durante a abordagem, foram apreendidos 17 quilos de maconha, além de diversas munições calibre 9mm. De acordo com Mayra Moinhos, no momento da abordagem, José Lins confessou que estava fazendo o transporte da droga a pedido do presidiário, e que iria entregá-la a uma pessoa desconhecida em Aracaju.

A polícia ainda investiga o seu envolvimento na fuga de detentos do presídio de Nossa Senhora da Glória. “Até o momento sabemos que por atuar no transporte clandestino, José Lins costumava levar com frequência mulheres de presos custodiados nos presídios de Nossa Senhora da Glória e Tobias Barreto, chegando então a conhecer alguns presos, entre eles, o que havia feito o pedido para a entrega da droga. Agora as investigações vão se intensificar no sentido de averiguar se existe, de fato, alguma participação do suspeito na facilitação de fugas de presidiários ocorridas recentemente”, ressaltou a delegada. (da SSP)